CPI da Telefonia recebe cartilhas após acordo com operadora

28
COMPARTILHE

Membros da Comissão Parlamentar de Inquérito da Telefonia Móvel (CPI da Telefonia) da Assembleia Legislativa da Paraíba (ALPB) receberam, nesta quarta-feira (7), 15 mil exemplares da ‘Cartilha de Informações para Consumidor de Telecom’, resultado do Termo de Compromisso assinado pela operadora TIM e pela CPI em agosto deste ano.


Leia mais notícias de Política no Portal Correio

De acordo com o presidente da CPI, deputado João Gonçalves (PDT), a cartilha visa esclarecer aos consumidores de telefonia móvel os seus direitos e informá-los como bem usufruir de seus serviços, como chamadas e internet banda larga.

Na Cartilha o consumidor vai encontra informações sobre o que perguntar antes de contratar um serviço; como escolher o melhor plano; o que é o Regulamento Geral de Direitos do Consumidor; como deve ser o atendimento telefônico das prestadoras; como acompanhar o serviço contratado; o que é e como funciona a portabilidade, dentre outros direitos.

“Mais um resultado positivo da CPI. Agora nós vamos acompanhar, fiscalizar todos os novos investimentos realizados pelas operadoras, novos sinais, melhorias de equipamentos e todos os itens acordados nos termos”, pontuou o presidente da CPI.

As cartilhas vão ser distribuídas em escolas, nas sedes dos Procons e órgãos públicos. “Esses termos de cooperação e compromisso resultaram em mais de R$ 235 milhões em investimentos no Estado. Existiu também o compromisso de colocar internet banda larga em 1.719 escolas da zona urbana e outras 1.719 escolas da área urbana. Ao todo a CPI conseguiu 4.580 melhorias”, destacou o relator da CPI, deputado Bosco Carneiro (PSL).

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas