cresce-numero-de-pessoenses-com-nome-sujo-na-praca
Comércio sofre com a indimplência/Foto: Divulgação/Secom-PB)

Cresce número de pessoenses com ‘nome sujo na praça’

Foram incluídas 6.764 pessoas na lista de inadimplentes do SPC em João Pessoa no início deste ano

119
COMPARTILHE

Em janeiro, o número de pessoenses com o nome “sujo na praça” cresceu em relação ao mesmo mês do ano anterior. De acordo com levantamento mensal realizado pelo Serviço de Proteção ao Crédito (SPC) em João Pessoa, o aumento da inadimplência na capital foi de 12,17% entre janeiro deste ano e do ano anterior. Desemprego e juros altos foram apontados como motivos para o crescimento da lista de devedores do órgão.

Foram incluídas 6.764 pessoas na lista de inadimplentes do SPC em João Pessoa no início deste ano. “Lamentavelmente, este ano tivemos aumento da inadimplência em relação ao ano passado, além de queda na exclusão. Temos desemprego, que foi muito alto em 2017, e os juros altos, que continuam e governo parece não ter consideração com a população”, afirmou o diretor do SPC Brasil em João Pessoa, Lindennbergh Vieira.

Para Vieira, os altos juros são o principal vilão para o consumidor brasileiro. “Sempre gosto de citar os juros dos Estados Unidos, que são de 1,75% ao ano. Aqui, temos os bancos que fazem o que querem e os cartões têm juros tremendamente altos. Isso um dia tem que acabar porque a população é a principal prejudicada. Além disso, tivemos um início de ano com muitos gastos, como IPTU, IPVA e material escolar”, afirmou.

Ainda, o diretor do SPC Brasil em João Pessoa afirmou que as lojas localizadas no Centro da Capital estão fechando. “No Centro da cidade, mais de 60 lojas foram fechadas. Isso é desemprego. Além disso, temos a falta de policiamento. Como vamos viver dessa maneira? Sem policiamento nos bairros. Ou seja, além de desemprego, também temos insegurança”, comentou Vieira.

Inclusões:

Janeiro 2018 = 6.764

Janeiro 2017 = 6.030

Aumento de 12,17%

Exclusões:

Janeiro 2018 = 4.073

Janeiro 2017 = 4.148

Queda de 1,84%

*Celina Modesto, do Jornal Correio da Paraíba

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas