Crian?a ? diagnosticada com calazar na Para?ba; estado j? registra 10 casos no ano

13
COMPARTILHE

Mais um caso de calazar em criança foi diagnosticado na Paraíba. Nessa quarta-feira (17), a vítima foi um menino de três anos da zona rural do município de Conceição, no Sertão do estado, a 482 quilômetros de João Pessoa. De acordo com a Secretaria de Saúde do Estado, até agora, 10 casos de calazar e uma morte de criança foram registrados na Paraíba.

Leia também:

* Animais de rua doentes poderão ser mortos para proteger saúde pública na Paraíba

* Estado e Municípios se reúnem para tratar de ações de combate ao calazar

A mãe do menino com diagnóstico confirmado nessa quarta-feira informou ao Portal Correio que o filho se sentiu mal na semana passada e ela o levou até o hospital de Conceição. Lá, a criança foi medicada e depois voltou para casa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Após dois dias, a mãe contou que os sintomas voltaram e ela retornou ao hospital, onde a criança fez alguns exames e foi internada. Em Conceição, o menino ficou por três dias até que um dos médicos de plantão decidiu que ele deveria ser transferido para Patos, cidade da mesma região.

A criança foi internada no Hospital Infantil Noaldo Leite na quinta-feira (11) e o resultado dos exames confirmou o calazar.

A coordenadora de Vigilância Epidemiológica do município de Conceição, Juliana Soares da Costa, que manteve contato com a direção do Noaldo Leite e teve a confirmação do caso, informou que a Secretária de Saúde do Município já está traçando ações imediatas para combater a proliferação da doença.

Ela informou que agentes de endemia irão ao local onde ocorreu o caso para fazer a cultura do mosquito para análise. “A medida deve ser contatar a Secretaria de Saúde do Estado para fornecer o material para a borrifação”.

Juliana informou que a Secretaria de Saúde de Conceição já começou um trabalho preventivo, através de teste rápido na área urbana da cidade. Um dos cinco cães analisados teve o diagnóstico positivo. “Quando diagnosticamos a doença temos que sacrificar o animal”, completou.

A coordenadora disse ainda que o trabalho não tinha chegado à zona rural porque não fora notificado nenhum caso suspeito, mas depois desse diagnóstico, a equipe preventiva irá imediatamente até o sítio onde foi registrada doença.

Uma morte na Paraíba

A morte por calazar ocorreu no dia 9 de abril e a vítima era do município de Santa Luzia, também no Sertão a 260 quilômetros da Capital. Relembre o caso aqui.

Transmissão e sintomas

A leishmaniose visceral, também conhecida como calazar, é uma doença transmitida pelo mosquito-palha ou birigui (Lutzomyia longipalpis). O mosquito infectado pica o cachorro e transmite a doença. O cão se torna um hospedeiro e passa a transmitir a doença aos mosquitos que também podem contaminar o homem.

Os sintomas são inchaço na barriga, diarreia, vômito, debilitação, febre intermitente e problemas respiratórios, como falta de ar.

É importante procurar atendimento médico rápido para serem encaminhados exames, pois esses sintomas podem ser confundidos com outras enfermidades.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas