Início Notícias

CRM quer plano contra coronavírus no Brejo; SES diz que já existe

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba (CRM-PB) cobrou na tarde desta sexta-feira (15) uma postura do Governo do Estado para a criação de um planejamento de tendimentos aos pacientes contaminados pelo novo coronavírus na região do Brejo da Paraíba. De acordo com o órgão, não existe um hospital de referência para o tratamento da doença na região.

Entretanto, a Secretaria de Estado da Saúde (SES), por meio de sua assessoria de comunicação, afirmou que a região do Brejo está contemplada sim no plano de contingenciamento ao avanço do novo coronavírus no estado. Foi informado que,apesar de não ter hospital de referência, os pacientes da localidade que estiverem com sintomas graves serão tratados no Hospital Metropolitano, em Santa Rita, sendo transferidos por meio de ambulâncias.

Brejo

A microrregião do Brejo paraibano, que envolve mais de 20 municípios e quase 300 mil habitantes, contabiliza mais de 200 casos de pessoas infectadas pelo novo coronavírus, conforme dados da SES, divulgados nessa última quinta-feira (14).

Guarabira, a maior cidade da região, com quase 60 mil habitantes e 120 casos confirmados de infecção por coronavírus. De acordo com o CRM-PB, a cidade tem como unidade de referência para o tratamento da doença a Unidade de Pronto Atendimento (UPA), que atende os pacientes suspeitos e confirmados, mas não tem capacidade de realizar internamento.

Colapso pode afetar pacientes do Brejo

De acordo com o presidente do CRM-PB, Roberto Magliano, com a iminência do colapso da saúde na Região Metropolitana de João Pessoa, os pacientes do Brejo que vierem a apresentar sintomas mais graves ficarão sem condições de serem atendidos, visto que não existe um hospital de referência e as UPAs das cidades não dão conta da demanda.

“Esta é uma situação muito grave. O CRM-PB vai cobrar providências dos gestores locais. Muito em breve teremos um colapso dos leitos na região metropolitana de João Pessoa e não haverá vagas para os pacientes do Brejo. Onde essa população será tratada?”, questionou Roberto Magliano.

Saiba mais sobre o novo coronavírus na cobertura do Portal Correio:

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.