Início Geral

CRM nega possibilidade de erro m?dico em morte de menina em hospital do Valentina em JP

O Conselho Regional de Medicina da Paraíba, após apuração detalhada do caso de possível erro médico em morte de criança de 11 anos, descartou esta hipótese nesta quinta-feira (17). A menina foi atendida no Hospital Municipal do bairro Valentina Figueiredo, em João Pessoa, onde deu entrada com crise de asma.

Leia também: Laudo explica causa da morte de criança em hospital de JP e CRM descarta erro médico

O resultado da sindicância que averiguou as circunstâncias da morte, ocorrida no dia 3 de junho, indica que não há quaisquer indícios de erro médico, seja por imperícia, imprudência ou negligência.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o corregedor do CRM-PB, João Alberto Pessoa, a “medicação usada, o fenoterol (berotec), é amplamente utilizada para tratamento da doença da qual a criança foi acometida”.

Serviço de Verificação de Óbitos do Hospital Universitário Lauro Wanderley emitiu um laudo que apontou que a morte da criança foi causada por edema pulmonar e cardiopatia hipertrófica, informando que a equipe que cuidou da menina, formada por seis pediatras, seguiu corretamente os protocolos nacionais adotados em casos como os dela.

O CRM divulgou que a criança era portadora de miocardiopatia hipertrófica, situação desconhecida e imprevisível no momento da internação dela, o que pode ter contribuído para o falecimento.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.