C?ssio prop?e mais tempo para questionamento a sabatinados

18
COMPARTILHE

O líder do PSDB no Senado, Cássio Cunha Lima (PB), propôs, nesta quarta-feira (10), uma revisão das regras na apreciação do Senado Federal sobre a escolha de autoridades. O objetivo do Projeto de Resolução é tornar as sabatinas mais eficazes na avaliação das qualificações dos candidatos para os cargos que deverão ocupar.

Leia mais notícias de Política do Portal Correio

Para isso, Cássio quer alterar o processo de arguição pública dos indicados a que se refere o inciso III do art. 52 da Constituição Federal. Conforme a proposta do líder, cada senador irá dispor de dez minutos, em vez de cinco (como é atualmente), para fazer as perguntas que julgar necessárias ao candidato, assegurado igual prazo para a resposta, imediata, do interpelado – facultadas a réplica e a tréplica, ambas, também imediatas, por cinco minutos.

“É preciso garantir, aos senadores que fazem a arguição dos indicados nas comissões, o tempo suficiente para estabelecer o adequado contraditório sobre temas polêmicos que não podem ficar restritos ao tempo de apenas cinco minutos, que é aquele previsto para o encaminhamento de votação de matéria pelo plenário, adotado, também, pelas comissões”, afirmou Cássio.

Formação de blocos

Na avaliação de Cássio, a aprovação do projeto também irá evitar a formação de “blocos” de senadores para a realização de perguntas em conjunto.

“As perguntas feitas em bloco comprometem a resposta individualizada do interpelado. Seria leviano acatar as indicações de autoridades pelo Poder Executivo sem que os senadores adotem todas as cautelas para que a aprovação do candidato não venha a contribuir, no futuro, para a fragilização das instituições garantidoras do Estado Democrático de Direito consolidado na Carta de 1988”, destacou.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas