Início Geral

Dados da ?ltima urna foram transportados de barco para concluir apura?

A apuração total do segundo turno das eleições foi concluída às 2h17 de segunda-feira (27), com a chegada dos votos de uma comunidade do município de São Paulo do Olivença, no Amazonas. Por ser uma localidade de difícil acesso, aonde só se chega de barco e não há energia elétrica, a urna e o equipamento que faria a transmissão dos votos via satélite funcionaram com bateria.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

“Na região amazônica nós temos mais de 1.500 pontos de difícil acesso, entre eles, pelo menos 500 aldeias indígenas”, disse o secretário de Tecnologia da Informação do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), Giuseppe Janino, “Há lugares aonde se leva semanas para chegar e instalar a urna eletrônica. São locais sem infraestrutura, sem energia elétrica e sem comunicação, onde se usa a urna com bateria e estações de transmissão via satélite, também movidas a bateria”, acrescentou.

Curiosamente, é desses locais, em geral, que vêm os primeiros resultados, pois a informação chega por satélite. Como a transmissão falhou, os responsáveis pela urna da seção tiveram de retirar a mídia da urna com os dados de votação e levar, de voadeira (um tipo de barco), até o cartório eleitoral mais próximo.

A embarcação, muito comum na região, partiu da comunidade por volta de 20h, horário local. No trajeto, a gasolina acabou e outra voadeira foi enviada para auxiliar, mas acabou encalhada em um banco de areia. Uma terceira embarcação foi em socorro das outras duas, mas os tripulantes não conseguiram localizá-las. Finalmente, os funcionários da área de tecnologia do TSE receberam os votos no sistema aos17 minutos de segunda-feira (27), horário local. Eram, então, 2h17 em Brasília, quando o TSE deu como totalizada a apuração das urnas.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.