Início Geral

De olho nos recursos

Não é novidade para ninguém as dificuldades enfrentadas pelos municípios brasileiros quando se trata de dinheiro. A crise financeira afetou todos os entes federativos e, pelo menos aqui na Paraíba, pegou muitos prefeitos de jeito. Muitos dos novos gestores assumiram Prefeituras completamente quebradas, com salários dos servidores atrasados e programas sociais parados.

A difícil realidade e a esperança de conseguir novos recursos para os municípios fizeram com que dezenas de prefeitos comparecessem a uma reunião convocada pela Federação das Associações dos Municípios da Paraíba (Famup) com representantes da Confederação Nacional dos Municípios (CNM) e com a bancada federal da Paraíba. Era claro o interesse dos gestores em conseguir apoio do Governo Federal para tirar seus municípios do vermelho.

Da reunião, muitos saíram decepcionados e sem o principal, como e quando os municípios terão mais recursos. Alguns deputados federais e o senador Cássio Cunha Lima compareceram e se colocaram à disposição para abrir caminhos em Brasília. O mais difícil é conseguir que o Governo Federal e o presidente Michel Temer iniciem os trabalhos para a formulação de um novo Pacto Federativo. Hoje, os municípios são sobrecarregados com mais obrigações do que dinheiro para mantê-las. Da reunião, tiramos apenas uma coisa: não está valendo a pena ser prefeito nos dias atuais, em que a ameaçada de cadeia bate a porta todos os dias.

Plano B de Raoni

Estando no lugar do deputado estadual Raoni Mendes (guardadas as devidas proporções), eu passaria o Carnaval pensando no ‘plano B’, porque dificilmente haverá uma forma de mantê-lo na Assembleia Legislativa da Paraíba, ainda mais sendo um ano pré-eleitoral em que a tribuna é muito, mas muito importante.

Carnaval 1

Perguntado pelo repórter Henrique Lima, da 98 FM, se pretende se licenciar durante o Carnaval, o governador Ricardo Coutinho foi rápido na resposta: “Na verdade, eu ainda nem pensei em Carnaval”.

Carnaval 2

E complementou: “A não ser do ponto de vista das polícias, que já estão com todo o esquema de segurança pronto”. Sendo assim, está ótimo.

Tapete pequeno

Do advogado Raffael Simões sobre o caos nas cadeias: “Governos varreram, ao longo dos anos, o problema para baixo do tapete, mas agora nem assim pode ser escondido”. Haja tapete do Oiapoque ao Chuí.

Análise

Do jornalista Heraldo Nóbrega sobre uma postulação de Gervásio Maia a governador: “Tem tradição, habilidade e encarna o estilo de Ricardo.

Parceria

Atos da gestão administrativa da Defensoria Pública da Paraíba agora estão sendo publicados no Diário da Justiça Eletrônico. Termo de Cooperação Técnica nesse sentido foi assinado entre a defensora pública-geral, Madalena Abrantes, e o presidente do TJPB, desembargador Joás de Brito Pereira Filho.

Toma lá…

O presidente Michel Temer já está aprendendo o caminho das pedras. Durante evento, ontem, o peemedebista defendeu a proposta de reforma previdenciária. Ele garantiu que não haver perda de direitos.

…da cá

Aproveitou para fazer média com o Congresso, dizendo que, “se tempo houver”, irá “ajudar” o Congresso a fazer a reforma política.

Satisfação pessoal

“Se conseguir realizar todas essas reformas, estarei satisfeito no plano pessoal”, declarou o presidente. Para tanto, pediu apoio dos Estados, que não estão lá muito satisfeitos com a “via de mão única”.

Futuro

“O que nós vamos aplicar é para o futuro”, disse Temer sobre as reformas – além da previdência, tem ainda a trabalhista a ser analisada.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.