Detento foge de penitenciária no interior da PB e Seap vai abrir sindicância

257
COMPARTILHE

A Secretaria de Administração Penitenciária da Paraíba (Seap) vai abrir uma sindicância para apurar a fuga de um detento na manhã deste sábado (7), no presídio Manoel Gomes da Silva, no município de Catolé do Rocha, no Sertão paraibano. Ele trabalhava na cozinha e escapou da unidade no momento que ajudava no transporte de mercadorias para dentro do presídio. A suspeita é que alguém o esperava no lado de fora do presídio que teria ajudado na fuga.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O caso foi registrado às 10h30. Segundo o gerente do Sistema Penitenciário (Gesipe) João Paulo Barros, o órgão está apurando as circunstâncias em que ocorreu a fuga, inclusive se houve algum tipo de facilitação. “Ele estava fazendo o transporte de materiais para dentro do presídio quando fugiu”, comentou. Na área onde o detento estava poderia ter acesso ao portão. “No local tinha acesso a rua, mas todas as vezes era sempre sob vigilância de agentes que ficavam nos portões”, explicou.

Sobre o detento fazer esse tipo de transporte, João Paulo Barros comentou que os presidiários que trabalham na cozinha também pode auxiliar na descarga de mercadorias quando elas chegam ao presídio. De acordo com o gerente, o órgão vai abrir uma sindicância para apurar a fuga, assim como um inquérito policial. O foragido se chama Manoel Oliveira, mas o gerente não soube informar a qualificação do detento. Nesse presídio há 200 presos, mas a capacidade é para 150. Em relação se houve alguém na espera do foragido no lado de fora do presídio, informou que as câmeras de vigilância não detectaram nenhuma presença de veículo que tivesse ajudado na fuga.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas