Dez munic?pios paraibanos recebem espet?culos de teatro e m?sica a partir desta quinta

16
COMPARTILHE

Começa nesta quinta-feira (19) e segue até a próxima semana a programação de atividades patrocinadas pelo Fundo de Incentivo à Cultura Augusto dos Anjos (FIC). Dez municípios paraibanos recebem espetáculos de teatro e música, cantorias, exposições e oficinas através de oito projetos em execução.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

O município de Conceição recebe nesta quinta (19) a segunda edição do Festival de Violeiros de Conceição. O evento reúne duplas de violeiros da região do sertão da Paraíba, como Antonio Silva e Levi Bezerra, Jairo e Jefferson e Jonas Andrade e Jonas Bezerra. O festival acontece no Centro Cultural Elba Ramalho a partir das 19h.

Ainda nesta quinta (19), tem início a turnê da peça Os Malefícios do Fumo, montagem da Companhia Jazztual de Teatro. O espetáculo é uma adaptação do texto de Tchekov, que reúne músicos e atores numa proposta que inova ao mesclar jazz e drama. O grupo se apresenta em Campina Grande (19 e 22), Sousa (20) e Patos (21).

Já nesta sexta-feira (20), acontece o II Festival de Repentistas do Distrito de Boa Vista, em São José de Piranhas. O festival recebe as duplas Janiel de Sousa e Matias de Oliveira, Damião Enésio e Cícero Mariano e Gilmar Olieira e Joais Rodrigues. A atividade acontece no pátio da Igreja São João Batista, a partir das 19h30.

‘Canto de (alg)um lugar’ é um espetáculo do coral Hatsuhinode, vinculado à Associação Cultural Brasil-Japão da Paraíba. O recital é dividido em três blocos conforme as poéticas do entre lugar, do lugar da água e da saudade, cantando a preservação, a natureza e sentimentos voltados para um devir ideal. A primeira apresentação acontece em Cabedelo, na sexta (20), no Teatro Santa Catarina. O segundo recital será no sábado (21), na Sala Radegundes Feitosa, em João Pessoa. As apresentações acontecem às 20h. O espetáculo conta com a coordenação de Fabio Xavier, concepção e direção de Alice Lumi (musical), Valeska Picado (cênica), regência de Onivaldo Junior e monitoria de Renata Azevedo.

Em Alagoa Nova, o projeto “Ateliê Mãos Unidas que Fazem o Bordado” recebe mulheres em situação de vulnerabilidade social. As oficinas de confecção de bordados acontecem todos os sábados, no ateliê da artesã Eurídice Honorato (Rua patrício Freire, n 332, Centro). A exposição com o resultado do projeto acontecerá no dia 5 de dezembro, no Centro Artesanal do município.

Ainda no sábado (21), a Companhia do Rosário e o Grupo Renascer apresentam o espetáculo ‘Última Estação’. A peça retrata o intrigante encontro de três homens em uma estação ferroviária, quando a espera se prolonga e revela a ansiedade dos três personagens na busca por algo que não mais lhes pertence. A apresentação acontece na Piollin, às 20h.

Em Lagoa Seca, a exposição “Colecionador de horizontes”, do artista visual Flaw Mendes segue em cartaz até o dia 21 de novembro, no Ponto de Cultura Ypuarana. A mostra reúne dois trabalhos anteriores do artista, que se apropria de obras literárias reconfiguradas em papéis artesanais.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas