Início Geral

Disque Den?ncia recebe 3,1 mil liga??es e auxilia na pris?o de 122 criminosos na Para?ba

O Disque Denúncia (197), número disponibilizado para que qualquer cidadão realize denuncias anônimas de crimes ou forneça informações sobre pessoas foragidas da justiça, já recebeu 3.100 ligações e contribuiu para a prisão de 122 pessoas na Paraíba, contabilizando os meses de janeiro a setembro deste ano. Os dados foram divulgados nesta terça-feira (4), pela Secretaria de Comunicação Social da Paraíba.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Um dos casos desvendados com a ajuda de informações da população por meio do Disque Denúncia, segundo informações da Secretaria de Comunicação do Estado, foi o assassinato do casal Washington Luiz e Lúcia Sant´Ana, em junho deste ano, na cidade de Campina Grande. O mandante do homicídio, Nelsivan Marques, era sócio de Washington. O crime ocorreu no momento em que o casal saía do casamento do acusado, tendo este planejado todo o crime. Várias denúncias foram recebidas e auxiliaram a Polícia a prender os envolvidos e encerrar o caso.

“A maioria dos crimes denunciados é de tráfico e assassinato, por isso auxiliamos na apreensão de drogas e armas. O nosso trabalho é de investigação”, destacou o gerente do 197, João Micena. Segundo ele, a contribuição da população é importante para auxiliar a polícia no enfrentamento à violência. “O grande diferencial do Disque Denúncia é que, antigamente, este serviço não existia e se a população quisesse colaborar com o trabalho policial teria que se deslocar até uma delegacia, o que para o cidadão era um obstáculo, haja vista que acabava se expondo. Hoje, por telefone, o cidadão tem todo o sigilo e anonimato garantidos. Não é necessária a identificação e a denúncia é encaminhada em tempo real para a unidade policial responsável pela apuração dos fatos”, explicou.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.