Divulgados os nomes de suspeitos procurados por fraudes de mais de R$ 700 mil na Para?ba

17
COMPARTILHE

Por meio da Delegacia de Defraudações e Falsificações de João Pessoa, a Polícia Civil está investigando quatro pessoas suspeitas de envolvimento em esquemas fraudulentos de abertura de empresas e negociação de veículos. Wellington Ângelo de Vasconcelos, Eduardo Lemos Nunes da Silva Filho, Edson Cézar de Azevedo e Marcelo de Andrade, cujas identificações foram divulgadas pela Secretaria de Comunicação da Paraíba, têm mandados de prisão em aberto pelo crime de estelionato e outros delitos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com o delegado Lucas Sá, titular da especializada, dois deles são procurados também pela Delegacia de Roubos e Furtos de Veículos e faziam parte de um grupo criminoso que teve vários integrantes presos em uma ação policial realizada nos estados da Paraíba e Pernambuco há duas semanas. “Wellington Ângelo e ainda Edson Cezar fazem parte de um esquema envolvendo compra e venda de veículos e falsificação de documentos para abertura de empresas, seguros e contratos de investimento. Os outros dois procurados, Marcelo de Andrade e Eduardo Lemos, também são estelionatários e realizam golpes na emissão de cheques e também na negociação de veículos. Os crimes cometidos ultrapassam R$ 700 mil”, disse Lucas.

O delegado orienta que as pessoas que foram vítimas dos golpes procurem a Delegacia de Defraudações e Falsificações, na Central de Polícia, no bairro do Varadouro. “Nós também disponibilizamos como ferramenta para informações o número 197 – o Disque Denúncia da Secretaria da Segurança e da Defesa Social. A ligação é gratuita e o sigilo é garantido”, finalizou.

Procurados

Wellington Ângelo de Vasconcelos, 42 anos, procurado pela prática de fraudes avaliadas em R$ 400 mil em contratos de investimentos, abertura de empresas de câmbio e seguros;

Eduardo Lemos Nunes da Silva Filho, 25, suspeito da prática de fraudes avaliadas em R$ 700 mil em ganhos relacionados à negociação de veículos e outras fraudes na emissão de cheques bancários. Tem três prisões em aberto e é procurado pelas Delegacias de Defraudações e Falsificações e Roubos e Furtos de Veículos e Cargas de João Pessoa;

Edson Cézar de Azevedo, 34 anos, parceiro de Wellington Ângelo. Possui três CPFs registrados e responde por fraude em contratos de investimento e abertura de empresas falsas;

Marcelo de Andrade, 37 anos, parceiro de Anselmo Júnior e Alexandro Fonseca, presos pela Delegacia de Defraudações e Falsificações da Capital no mês de junho. Responde a dez procedimentos relacionados à negociação de veículos de maneira fraudulenta, que somam prejuízo superior a R$ 700 mil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas