Início Geral

‘Ele dá várias versões’, diz delegado sobre suspeito de matar padre na Paraíba

A veracidade do depoimento do adolescente suspeito de ter participado do assassinato do padre Pedro Gomes Bezerra com 29 facadas ainda é apurada pela polícia. De acordo com o delegado Diógenes Fernandes, a polícia ainda não tem a certeza do que teria motivado o crime porque o adolescente detido dá várias versões. Nessa terça-feira (30), o adolescente prestou depoimento e confessou participação no assassinato do religioso, que ocorreu na última quinta-feira (24), na cidade de Borborema, no Brejo paraibano,

Leia também:

– Ex-coroinha de 18 anos é procurado por participar da morte de padre na Paraíba

– Jovem diz que matou padre com 29 facadas porque teria sido obrigado a fazer sexo

O delegado disse ao Portal Correio nesta quarta-feira (30) que, em um momento do depoimento, o adolescente tentou assumir sozinho a culpa pelo crime e isentar o ex-coroinha do padre, que também está sendo apontado como participante do assassinato. “Ainda não há uma certeza do que teria motivado o crime, por isso não descartamos nenhuma hipótese, mas a que parece ser a mais lógica é o assassinato foi planejado para roubar o suposto dinheiro que eles acreditavam existir no cofre da residência”, disse.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Diógenes Fernandes disse ainda que as investigações seguem normalmente. Sobre os trabalhos para localizar o outro suspeito, o delegado revelou que a polícia vem trabalhando para prendê-lo.

Segundo Diógenes, alguns familiares do adolescente estão pedindo para que o jovem de 18 anos se entregue. Ele é suspeito de participar do crime e até esta quarta-feira (30) ainda não foi preso.

O padre Pedro foi morto com 29 facadas e a polícia disse que encontrou no local do crime bebidas e petiscos. O adolescente de 15 anos foi detido e teria dito em depoimento que matou o padre porque teria sido obrigado a fazer sexo com o padre, o que ainda é investigado pela polícia. Outro rapaz, de 18 anos, o ex-coroinha, é procurado como suspeito de participar do crime e pode ser preso a qualquer momento.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.