Início Geral

Em cartaz exposi??o que destaca belezas naturais e personagens da praia da Penha em JP

Fé, devoção, mar, belezas naturais, pesca, suor, ritmo e pessoas são alguns elementos que o público vai encontrar na exposição ‘Penha: entre redes de promessas’, que será aberta oficialmente nesta quarta-feira (5), às 19h, na Estação Cabo Branco – Ciência, Cultura e Artes, no Altiplano. A exposição permanecerá no local até o dia 14 dezembro e o horário de visitação é de terça a sexta-feira das 9h às 21h e sábados, domingos e feriados das 10h até 21h. A entrada é gratuita para o público de todas as idades.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A exposição é uma parceria da Prefeitura Municipal de João Pessoa (PMJP) e da Superintendência do Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional na Paraíba (Iphan/PB), por meio da sua Casa do Patrimônio. Nela, o visitante vai encontrar imagens, fotografias, fontes documentais (jornais e livros) e fontes orais, que são entrevistas com moradores da região e outras pessoas.

A exposição é complementada com o olhar sobre o bairro a partir da perspectiva de artistas pessoenses e trabalhos de alunos da Escola Municipal Antônio Santos Coelho Neto, localizada no bairro, que produziram obras em diferentes estilos e técnicas, mostrando aspectos e detalhes do seu cotidiano e de seu patrimônio.

Com o apoio da Estação Cabo Branco, a Superintendência do Iphan na Paraíba traz ao público olhares, mostrando a Penha como um lugar de devoção e emoção, mas também de pesca, redes e encantamento.

Penha

O bairro da Penha se tornou referência devido ao Santuário e da Romaria de Nossa Senhora da Penha, que motivou o tombamento, em nível estadual, do templo e seu núcleo central.

Para além da devoção a santa, o local possui outras referências culturais importantes, como a bela procissão de São Pedro Pescador; a natureza peculiar do local, engrandecida pela paisagem praieira integrada às falésias e à mata atlântica; o universo da pesca artesanal e sua influência nas relações sociais e econômicas locais; e o próprio ritmo de vida dos moradores da Penha e daqueles que vêm visitá-la, seja para a missa e eventos ligados ao Santuário ou para se deliciar com suas águas mornas ou se satisfazer com a culinária preparada com os pescados do seu mar.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.