Início Geral

Em Jo?o Pessoa, 166 s?o presos e 244 indiciados por assassinatos no 1? semestre

De janeiro a junho deste ano, a Polícia Civil, por meio da Delegacia de Crimes contra a Vida (Homicídios) de João Pessoa, cumpriu 166 mandados de prisão e indiciou 244 pessoas acusadas da autoria de assassinatos. Os números são da própria delegacia especializada, segundo a qual foram instaurados 438 inquéritos policiais, 174 relatados com autoria, ou seja, já apontaram os acusados dos crimes. O trabalho se refere a crimes ocorridos no 1º semestre de 2014 e também no ano passado.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo Roberta Neiva, titular da delegacia especializada, as investigações de homicídios são complexas e muitas vezes não se concluem em seis meses. “Cem por cento dos inquéritos de homicídios são instaurados hoje. É preciso realizar levantamento do local de crime, aguardar o resultado de exames periciais, ouvir pessoas, identificar a autoria e ainda relatar. Necessitamos de elementos concretos para que o inquérito vá para a Justiça e não volte. Que o Ministério Público denuncie e o acusado responda judicialmente”, explicou.

Para a delegada, investigações criteriosas ainda são importantes para que os pedidos de medidas cautelares sejam deferidos pelo Poder Judiciário. “Com essas medidas, efetuamos as prisões, retirando das ruas quem está matando e ainda mantemos essas pessoas dentro do sistema prisional. Os pedidos, como prisões preventivas e temporárias, são enviados à Justiça rotineiramente, e é necessário que sejam apreciados com celeridade”, frisou.

A Delegacia de Homicídios é responsável pelas investigações de crimes de homicídio e tentativas de homicídios ocorridos na Capital e ainda nos plantões das cidades de Cabedelo, Santa Rita e Bayeux. Para isso, existem equipes compostas por sete delegados, 18 agentes de investigação e dois escrivães, e ainda policiais dos municípios abrangidos pela delegacia no horário noturno. Todos os crimes são atendidos imediatamente e nos casos de tentativa de homicídio é mantido contato com o hospital que atende a vítima para os primeiros levantamentos.

Redução de assassinatos

A repressão qualificada realizada pela Polícia Civil e as ações de prevenção e ostensivas da Polícia Militar resultaram na redução de 33% do número de homicídios registrados na Capital paraibana nos primeiros seis meses do ano.

Segundo o Núcleo de Análise Criminal e Estatística (Nace), da Secretaria da Segurança e da Defesa Social (Seds), foram 207 assassinatos de janeiro a junho na cidade, enquanto que no mesmo período do ano passado foram 310 casos de homicídios.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.