Início Geral

Em meio à crise, JP ainda pode ser ‘porto seguro’ para investimento imobiliário; fotos

Nem mesmo a crise econômica que afetou o setor imobiliário em todo o país acabou com o otimismo do empresariado de João Pessoa. Por conta da recessão, o setor se viu obrigado a reduzir o número de lançamentos e a demitir pessoal. Apesar de ainda não ter recuperado o status anterior, as perspectivas são animadoras para os construtores. Para homenagear o aniversário de 432 anos da Capital, o Portal Correio ouviu especialistas para saber como anda o setor e traçar um panorama e o cenário da construção civil na cidade. Comente no fim da matéria. Veja fotos abaixo.

Leia também: Metro quadrado chega a R$ 4,4 mil em JP e é um dos mais baratos do país, diz pesquisa

De acordo com o diretor da Construtora Ibérica, Irenaldo Quintans, os imóveis estão entre os mais rentáveis e seguros para investimentos, em todas as épocas, em qualquer parte do mundo. Ele disse que especialmente quando o país passa por alguma turbulência na economia, o mercado imobiliário se coloca como a mais procurada opção de investimento.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Quem também faz essa mesma leitura é o diretor do grupo Conserpa/Enger, José William Montenegro. Segundo ele, investir nos imóveis de João Pessoa é um excelente ‘porto seguro’. “Se já não tínhamos preços altos comparados a outros mercados, podemos dizer que essa é a melhor hora para comprar em imóveis na cidade, seja como primeira moradia ou para investimento”, disse.

Irenaldo explicou que a cidade de João Pessoa possui diversos bairros que apresentam características paisagísticas e urbanísticas bastante singulares, como é o caso do Altiplano Cabo Branco. Ele lembrou que essa característica tem atraído vários consumidores de outras regiões do Brasil e até estrangeiros. Além disso, segundo Irenaldo, a qualidade e as tipologias dos empreendimentos produzidos pelas construtoras locais estão alinhadas com as melhores tendências da engenharia e arquitetura nacionais.

“Há também outros bairros da Capital que experimentam acentuada procura, mesmo alguns mais centrais, ligados a corredores de transporte e com infraestrutura consolidadas como Estados, Miramar, Jardim Treze de Maio, os bairros da Zona Sul”, comentou.

Retomada do crescimento

José William disse que o momento mais difícil do setor já passou e que em breve retomará novamente o ciclo virtuoso de crescimento. Ele revelou que como os efeitos negativos da crise demoraram para chegar a João Pessoa, a resposta “será mais rápida”. “Estou extremamente confiante que em três ou quatro meses teremos o início da retomada do setor”, afirmou.

O empresário acredita que a diminuição da taxa Selic aliada ao equilíbrio da inflação darão uma nova dinâmica à economia do país, sobretudo na construção civil, que é uma dos primeiros setores a sentirem a retomada. Já Irenaldo também prevê um cenário mais animador este ano. Ele disse que a expectativa é positiva, a depender dos reflexos da crise política sobre a economia. “Quanto antes a questão política for equacionada, melhor para a economia do país”, observou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.