Início Geral

Empresa nega fraudes em concurso de Alhandra e vai à Justiça contra acusações

A ‘Educa – Assessoria Educacional’ negou, nesta terça-feira (1º), que tenham ocorrido fraudes no concurso da Prefeitura de Alhandra, conforme ação que tramita no Fórum da cidade. A direção da empresa diz que as tentativas de fraudes tomadas por candidatos foram prontamente identificadas e contidas, com registro na Polícia Civil, no dia 21 de agosto. Dois candidatos foram eliminados.


Leia mais Notícias no Portal Correio

A dona da Educa, Girleide Medeiros, lamentou as denúncias e disse que a empresa dela já fez mais de 50 concursos sem que houvesse nenhum problema. Ela reforçou que aplicou as provas dentro da legalidade, depois de passar por processo licitatório, mas que o concurso em Alhandra ganhou conotação política por conta do período eleitoral.

Sobre as denúncias, ela negou que tenha havido falha na fiscalização. “Foi altamente organizado”. Girleide também negou que os candidatos tivessem usado celular sem que fossem percebidos. “Havia detector de metais e os celulares eram embalados e deixados na entrada da sala, como em qualquer prova de concurso”, disse.

Ela explicou que dois candidatos foram flagrados tentando fraudar as provas, mas eles foram eliminados e não houve prejuízo na aplicação do certame. A empresária negou ainda que o gabarito tenha vazado.

“Descontente com as acusações, a empresa entrou previamente com uma queixa-crime para apurar a verificação dos fatos. A empresa se considera idônea e é a mais interessada em esclarecer o caso”, disse Girleide, que vai exigir na Justiça que sejam provadas todas as acusações contra a Educa.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.