Início Notícias

Empresas com mulheres em cargos gerenciais lucram até 15% mais

Igualdade de oportunidades no mercado de trabalho ainda é um sonho distante para as mulheres, que pouco tiveram o que comemorar no seu Dia Internacional, celebrado ontem. Entretanto, um estudo mundial realizado pelo Peterson Institute for International Economics aponta que empresas que têm mulheres em cargos gerenciais, têm crescimento maior de até 15% em seu desempenho financeiro.

A Arcos Dourados, empresa que administra a marca McDonald’s no Brasil, por exemplo, é uma companhia antenada com essa nova realidade e possui mais de 50% do quadro de funcionários dos seus restaurantes em todo o Brasil formado por mulheres.

É o caso de Andreia Santos, que há oito anos teve sua primeira oportunidade de emprego no McDonald’s, onde trabalha até hoje. Mesmo sem experiência, recebeu treinamento e começou exercendo a função de atendente. Com sua dedicação, em apenas seis meses de casa teve seu trabalho reconhecido e foi promovida a instrutora.

Após um ano e oito meses contribuindo para o treinamento de novos colaboradores, Andreia assumiu mais responsabilidades ao ser promovida para gerente de área. Em mais dois anos, assumiu o cargo de gerente de plantão, liderando a equipe do restaurante.

“Além de conquistar bens materiais como carro e casa e melhorar minha qualidade de vida, o trabalho no McDonald’s e os treinamentos me ensinaram muito a como lidar com pessoas e suas diferenças e a gerenciar profissionais da mais variadas idades e trajetórias. Me sinto feliz em crescer e contribuir para o crescimento da empresa e de outros profissionais”, conta.

Mulheres empreendedoras

Segundo pesquisa Global Entrepreneurship Monitor 2016, coordenada no Brasil pelo Serviço Brasileiro de Apoio à Micro e Pequena Empresa (Sebrae) e pelo Instituto Brasileiro de Qualidade e Produtividade (IBPQ), as mulheres brasileiras estão à frente dos homens na criação de novos negócios. Mas, quando se trata de negócios já estabelecidos, elas mostram presença menor que a do sexo masculino.

Estabelecida em João Pessoa há mais de 14 anos, a empresária e empreendedora Neyla Venâncio garante que para uma empresa ter sucesso, toda a equipe deve se capacitar, e isso inclui, principalmente, o gestor.

“Por mais qualificado que um empreendedor e empresário seja ao abrir o seu negócio, ele não deve nunca se esquecer de que o mercado está em constante mudança, e isso inclui os consumidores e, até mesmo, sua empresa. A estagnação pode levar um negócio ao fracasso se o gestor não acompanhar as tendências nacionais e internacionais. Por isso, a capacitação de um gestor está intimamente ligada ao sucesso da sua empresa, pois é ele quem toma as decisões”, destaca.

Mulheres têm papel importante na entrega de produtos da MRV Engenharia

Cada vez mais as mulheres estão participando dos canteiros de obras e construindo o sonho de milhões de pessoas. Levantamento do Ministério do Trabalho e Emprego aponta que entre 2007 e 2009 a contratação de mulheres na construção civil deu um salto de 44,5%.

Atualmente, estima-se que mais de 200 mil mulheres trabalhem na área, de maneira formal ou autônoma. Na MRV Engenharia, maior construtora da América Latina, o cenário não é diferente. Atualmente, 22% do quadro de funcionários da empresa é composto por mulheres.

Um dos exemplos da construtora é a engenheira Cintia Abrantes. Há dez anos na companhia, ela irá coordenar um empreendimento no Grand Reserva Paulista, a primeira obra que ficará no comando e esse trata-se do maior complexo residencial da história da MRV no país. “Depois de conquistar espaços nos escritórios, percebo que as mulheres começam a ganhar cada vez mais um novo mercado: o da construção civil. Ao longo desses 10 anos na MRV, vivenciei o quanto nossa chegada tem mudado a cultura nos canteiros de obras”, afirma.

A engenheira irá gerenciar mais de 200 pessoas em um dos empreendimentos do Grand Reserva Paulista, em Pirituba, São Paulo. “Em um primeiro momento, alguns homens ficam surpresos, mas pouco tempo depois se acostumam com nossa presença e elogiam a qualidade do nosso trabalho”, finaliza.

*Por Celina Modesto, do Jornal Correio da Paraíba

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.