Moeda: Clima: Marés:
Início Saúde

Entenda por que uma boa hidratação é ainda mais necessária nos dias mais quentes

Cuidados devem ser redobrados nesses períodos pois o corpo humano perde mais água no calor
Foto: Pixabay

A primavera, que começou em 22 de setembro, e o verão, que se inicia no dia 21 de dezembro, são os períodos mais quentes do ano. Na região Nordeste, a temperatura pode atingir até 41°C em alguns lugares.

Diante das oscilações de clima, o corpo humano é como “uma roupa secando no varal”, explica, de maneira didática, o clínico geral Felipe Gurgel. “No inverno, ela demora mais a secar. Já no verão, esse tempo diminui. A mesma coisa acontece com o nosso corpo. Por isso, é importante tomar muito mais água, quanto mais quente estiver o ambiente”.

Os cuidados com a hidratação devem ser redobrados nesses períodos pois, quando o clima esquenta, o corpo humano perde mais água, tanto pela respiração quanto pela pele. Desta forma, ele desidrata mais rápido. Para uma boa hidratação, um adulto de 70 a 80 kg precisa ingerir cerca de dois litros de água por dia. Porém, Felipe Gurgel ressalta que a quantidade deve ser avaliada de acordo com as atividades da pessoa.

A orientação do médico é sempre prestar atenção à cor da urina. “O indicador de uma boa hidratação é quando a pessoa vai ao banheiro e a urina está clara, não está amarelada ou turva”, explica.

Desidratação

A água não é a única fonte de hidratação, mas, segundo Gurgel, ela é disparadamente a melhor. “Se pensa em se hidratar, pense em água potável”, recomenda. O médico também lembra que a água não deve ser ingerida gelada, pois pode causar uma falsa sensação de saciedade e prejudicar a hidratação.

“Líquidos com açúcares e industrializados, como refrigerantes, são prejudiciais, já que a própria água que entra já é utilizada para digerir as outras substâncias. No máximo é recomendado tomar uma água de coco e que não seja tão doce”, destaca.

Segundo o médico, a falta de hidratação pode levar até mesmo à morte, pois sem água nada no corpo funciona. A desidratação pode causar problemas no coração, fígado e infecções urinárias, principalmente em mulheres, devido à anatomia do sistema urinário – além de problemas nos vasos sanguíneos, varizes, problemas visuais e auditivos, bem como constipação, fadiga constante, tontura, entre outros.

“Muitas vezes a pessoa não consegue executar suas funções, ou ficar acordada, se sente fraca, lenta e fala que vai tomar um estimulante, uma vitamina, quando, na verdade, o que precisa é de água”, conta.

Palavras Chave

Saúde

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.