‘Entregador de drogas’ é preso por transportar 2 kg de entorpecente e R$ 4 mil, na PB

249
COMPARTILHE

Um motorista de transporte alternativo, de 55 anos, foi preso nesta quinta-feira (2), suspeito de transportar 2 kg de substância semelhante a maconha e R$ 4 mil em dinheiro trocado. A polícia o caracterizou como ‘entregador de drogas’ porque, segundo as investigações, ele já teria levado entorpecentes de João Pessoa para o interior do estado pelo menos três vezes.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Natural de Paulista, em Pernambuco, o motorista foi preso em ação policial de rotina na cidade de Juripiranga, na Paraíba, onde teria confessado que levava drogas no carro e que seria contratado para esse transporte.

Durante a revista, foram encontrados três tabletes com aproximadamente 2kg de uma substância semelhante à maconha e mais de R$ 4 mil em dinheiro trocado, o que para a polícia pode indicar que o valor seja proveniente da venda de entorpecentes.

Durante o depoimento, ele disse que mora no Bairro das Indústrias, em João Pessoa, e que foi contratado para levar a droga para Juripiranga. “Ele informou que essa foi a terceira vez que veio a cidade deixar drogas e que os tabletes seriam entregues a um homem que ele não conhece, mas que provavelmente fugiu quando notou a presença dos policiais. Já o dinheiro, ele disse que recebeu em João Pessoa como pagamento de drogas”, informou o delegado seccional Hugo Helder.

De acordo com a polícia, o motorista foi autuado por tráfico de drogas e associação ao tráfico. Ele está recolhido na Cadeia Pública da cidade de Itabaiana (PB), área próxima de onde ocorreu a prisão.

Os agentes de investigação agora vão concentrar os trabalhos na identificação do dono das drogas e da pessoa que ia receber a maconha na cidade de Juripiranga. A autoridade policial pede para que quem tiver alguma informação sobre os suspeitos ligar para o número 197 Disque Denúncia da Secretaria Estadual de Segurança e da Defesa Social (Seds). Não precisa se identificar e todas as informações repassadas serão investigadas pela polícia.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas