Portal Correio

Texto e Fotos: Nice Almeida

Vídeos: Produzidos e cedidos pela Duratex
Montagem: Nice Almeida

Responsabilidade social é dar as mãos à comunidade e andar numa mesma estrada compreendendo que “não existem negócios prósperos numa sociedade impróspera”. Construir uma agenda coletiva para modificar a realidade local e fazer todos os envolvidos entenderam que pessoas precisam ser vistas como história e não apenas estatísticas.

É assim que cerca de 430 colaboradores convivem diariamente nos 30 mil metros quadrados de área construída da Duratex, que fica na unidade de Louças da marca Deca, em João Pessoa. É a responsabilidade social fazendo a diferença na vida dos trabalhadores e de toda a população que vive nas imediações do Distrito Industrial.

Trata-se de ultrapassar a crença na missão, visão e valores e desempenhar, junto com atores locais, formação e educação que incentivem o desenvolvimento pessoal e de toda a comunidade. Pensando assim, o próximo passo que envolve esse diálogo entre mão-de-obra e atenção social será o enfrentamento ao abuso e exploração sexual na infância e adolescência.

Uma rede do bem já foi formada para isso com ONGs, Conselhos Tutelares, Ministério Público, Conselho Municipal da Criança e do Adolescente e vários órgãos e empresas que trabalhem diretamente com esse tema, no objetivo de levantar dados que possam embasar um trabalho mais aprofundado de conscientização, prevenção e combate a qualquer tipo de violência que crianças e adolescentes de João Pessoa possam vir a sofrer.

O enfrentamento ao abuso e exploração sexual à crianças e adolescentes faz parte do projeto “Proteger e Sorrir em Rede”, que compreende o projeto Soluções e Ferramentas do programa Na Mão Certa, da Childhood Brasil, do qual a Duratex é signatária desde 2007. Representantes de órgãos da rede de proteção local foram entrevistados em julho deste ano para traçar um diagnóstico da situação local sobre o tema.  O resultado dessas conversas  auxiliará no desenvolvimento de uma metodologia de interação com empresas.

Esse diagnóstico realizado no entorno da unidade da Duratex, em João Pessoa, é um piloto sobre metodologias no Brasil, que pretende avançar com a criação de uma ferramenta para registro de dados levantados nos serviços da rede pela empresa e que passará a auxiliar no planejamento e desenvolvimento de iniciativas locais em parceria com a rede de proteção.

É importante que se debata com a comunidade local este tema. Isso reforça o compromisso que a Duratex assumiu em contribuir no enfrentamento da exploração sexual de crianças e de adolescentes. Isso só é possível com muito diálogo e o envolvimento de vários atores locais. Nós estamos reunindo todas as informações levantadas para definir os caminhos possíveis para a criação dessa metodologia de coleta dos dados”. Eliane dos Santos, coordenadora de Sustentabilidade da Duratex.

A companhia reforça que se denuncie qualquer ato de abuso e exploração sexual a crianças e adolescentes. As denúncias podem ser feitas, anonimamente, pelo Disque 100 da Secretaria Nacional de Direitos Humanos.

          

De dentro para fora

A responsabilidade social e o cuidado com o outro, contudo, não podem ficar além dos portões da fábrica, empresa ou companhia. Ela precisa partir de dentro para fora. E essa realidade pode ser vista nitidamente no olhar de cada colaborador, que com sorrisos largos recebem seus visitantes na unidade de Louças da marca Deca, em João Pessoa. O bom dia por lá reflete luz, parceria e engajamento.

São 860 mãos que se entrelaçam num mecanismo que as torna inseparáveis, necessárias umas as outras. Um conjunto de ideias que se mistura na busca constante por fazer daquele ambiente as suas luvas, que aquecerão diariamente, além das mãos, o coração de cada um.

Por dia, mais de 4 mil peças são produzidas na unidade de Louças da marca Deca, em João Pessoa. São quase 1,5 milhão de peças por ano.

Efeito colateral

Quando se pensa em indústria o que logo vem à mente é um cansativo trabalho de apertar botão no clássico estilo Charlin Chaplin, no filme Tempos Modernos. Mas lá, o que poderia ser monotonia é quebrado pelo barulho das peças de dominó, sinuca e totó, que alegram os momentos de repouso.

O ‘efeito colateral’ de se sentir parte integrante e importante do ambiente de trabalho é refletido nos números. Recentemente, os resultados operacionais obtidos se destacam e servem de exemplo para as demais unidades da empresa.

Na produtividade, por exemplo, registrou-se um ganho de 9,8% de janeiro a julho deste ano em comparação ao mesmo período de 2017, atingido por meio da otimização de processos internos, com ações especialmente voltadas à melhoria operacional e à redução de desperdícios.

Iniciativas sustentáveis

Foram realizadas iniciativas que têm como objetivo reduzir os estoques intermediários, a espera, o transporte, o excesso de processamento,  movimentação e refugos. Tudo para gerar aumento de eficiência operacional, reduzindo tempo e custo de produção.

Com foco em ampliar a ecoeficiência, a Duratex implementou também ações como o sequenciamento e gestão de ritmo, que tornaram o forno de louças Paraíba o mais produtivo de toda a companhia. Com o mesmo equipamento, a unidade teve um incremento de 30% na capacidade de geração de produto.

O gerente Saulo Pimentel, destaca o aumento em 50% da vida útil do molde de gesso como um dos principais pontos de aumento de eficiência por meio do projeto Seis Sigma implementado na unidade, baseado em análise de estatísticas.

Este aumento de vida útil possibilitou a redução de consumo de gesso em 40% e, por consequência, a diminuição do descarte, Mas não é só isso. O envolvimento dos operadores tem sido importante demais, porque eles conhecem as necessidades e têm nos ajudado a desenvolver projetos piloto aqui na empresa”. Saulo Pimentel, gerente da Unidade de Louças da marca Deca.

FACEBOOK
GOOGLE
https://portalcorreio.com.br/especial/responsabilidade-social">
TWITTER
LINKEDIN