Início Entretenimento

Espetáculo ‘Tudo que coube numa VHS’ tem temporada gratuita

Após o sucesso da primeira temporada de ‘Tudo que coube numa VHS: Experimento sensorial em confinamento’, o grupo pernambucano Magiluth e o Sesc Avenida Paulista anunciam quatro semanas gratuitas da experiência, com sessões de quinta-feira a domingo, a partir das 19h. Os ingressos serão disponibilizados a cada semana, na terça-feira, no site www.sescsp.org.br/avenidapaulista.

Na primeira etapa, foram 1.600 espectadores, do Brasil e mais 18 países da América do Sul, América Central, América do Norte, Europa e Ásia, entre os dias 7 de maio e 21 de junho. Os atores concluíram 48.150 minutos de encenação, tempo equivalente a mais de 33 dias. No Brasil, foram contempladas todas as regiões, com espectadores de 21 estados e 161 municípios.

Desenvolvido a partir das especificidades do atual momento de suspensão social, ‘Tudo que coube numa VHS: Experimento sensorial em confinamento’ busca propor estratégias artísticas que respondam à singularidade do período que vivemos e às necessárias restrições que o caracterizam.

A dramaturgia, escrita por Giordano Castro, narra uma história de amor de forma não linear. A imersão percorre múltiplas plataformas digitais e compõe para cada espectador uma experiência estética particular e individual, na qual também ele opera como agente de construção.

Para iniciar o experimento, o ator/performer entra em contato através de uma ligação e a narrativa é construída a partir de fragmentos enviados por meio de aplicativos como WhatsApp, Instagram, YouTube, Spotify, Deezer e e-mail. O grupo recomenda escolher um lugar silencioso, confortável e usar fones de ouvido.

A narrativa é desenvolvida a partir desses recortes de momentos e tem levado o público – entre críticos, atores, diretores, dramaturgos, anônimos e famosos – a se emocionar. Um vídeo publicado no Instagram do Magiluth reúne depoimentos de vários espectadores, gravados após ‘Tudo que coube numa VHS: Experimento sensorial em confinamento’. Gabriel Leone, Maria Bopp, Jesuíta Barbosa, Júlia Lemmertz, Caco Ciocler, Evandro Mesquita, Hermila Guedes, Michelle Batista e Fabrício Carpinejar estão na compilação.

A proximidade das relações de contato entre atores e público, traço recorrente nos espetáculos dos pernambucanos, encontra nesta obra formas de transposição que procuram suscitar reações singularizadas, deslocar a dinâmica de conexão com o espectador e estender-se para além do tempo de uma apresentação.

Trajetória

Um dos grupos mais premiados de Pernambuco, o Magiluth desenvolve um trabalho continuado de pesquisa de linguagem na área teatral e apresenta ao público a sua mais nova obra. Formado por Giordano Castro, Bruno Parmera, Erivaldo Oliveira, Márgio Sergio Cabral, Lucas Torres e Pedro Wagner, completou 15 anos em 2019, celebrados com uma mostra de repertório em outubro, e inaugurou recentemente o Espaço Cultural Casarão Magiluth, na capital Recife, com mais de mil metros quadrados, para abrigar espetáculos, shows, oficinas, palestras e encontros artísticos.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.