Moeda: Clima: Marés:
Início Música

Está na hora de Zezé se aposentar? Especialistas comentam pedido do público após voz desafinada

Em entrevista ao R7, o produtor Dani Pires e o especialista musical Marcelo de Assis explicaram possíveis motivos para a voz desafinada do artista, que está assustando os fãs nos últimos tempos
(Foto: Reprodução/Instagram)

“Luto por uma das vozes mais incríveis do nosso sertanejo”. Esta e outras frases de internautas lotam as redes sociais a cada vídeo que viraliza de Zezé Di Camargo desafinando durante shows. “Ou ele para de cantar ou ele muda os tons”, disse o produtor técnico Dani Pires em entrevista ao R7, sobre o artista que está preocupando os fãs nos últimos tempos por causa da voz.

Para o especialista, o tempo fez com que o cantor perdesse a capacidade de atingir notas tão altas e agudas durante as músicas, o que fez com que o público se decepcionasse com o artista que, por anos, foi conhecido por ter uma das vozes mais potentes do sertanejo.

Desde que viralizou o primeiro vídeo de Zezé desafinando durante uma apresentação, o público não para de comentar que já está “na hora dele se aposentar” ou que precisa dar uma pausa na carreira para se cuidar.

“Ele já fez o que tinha que fazer pela música sertaneja, uma lenda viva, mas tomara que ele perceba logo que já é hora de parar”, disse uma internauta. “Esses caras não admitem que a velhice chega para todos. Ficam aí achando que ainda são garotos”, comentou outra. “Está na hora dele se aposentar e cuidar da saúde, ao invés de ficar se desgastando mais ainda”, afirmou mais uma.

Possíveis motivos da desafinação

Segundo Dani Pires, a idade realmente é um fator que pode afetar a voz dos artistas: “O Zezé foi perdendo a capacidade de atingir notas altas. Se a pessoa bebe ou fuma cigarro, isso também vai detonando a corda vocal, e chega uma hora que ela não consegue mais”.

“No caso do Zezé e de cantores sertanejos, eu acho que o tempo é o pior inimigo deles. E, obviamente, a indústria musical vai reagir de acordo com o que gera grana”, acrescentou.

Zezé realizou uma cirurgia nas cordas vocais há 15 anos, porém, para o especialista musical Marcelo de Assis, a quantidade de apresentações do artista, por ele ser um grande nome da música brasileira, e o envelhecimento do tecido vocal podem ser os reais motivos da mudança notável na voz do cantor.

Tratamento e truque para disfarçar a desafinação

Para casos como o do sertanejo, Assis sugeriu uma reabilitação fonoaudiológica para que seja verificada a ação muscular e, com isso, realizar uma investigação sobre as possibilidades funcionais da voz do artista.

Além disso, existem “truques” que podem ajudar o cantor. Dinho Ouro Preto, vocalista da banda Capital Inicial, também parou de conseguir atingir notas tão altas ao longo do tempo. Porém, para ajudá-lo, o grupo inteiro mudou a tonalidade das canções, para tons mais baixos e graves.

“Ao contrário de Dinho, Zezé ainda não tomou a decisão de abaixar os tons das músicas, e, por isso, ele continua com o problema de desafinação”, explicou Dani Pires.

Zezé deve se aposentar?

Apesar de tantos pedidos do público, Marcelo acredita que a decisão de Zezé de dar uma pausa na carreira ou até de se aposentar cabe apenas a ele. Além disso, ele disse que a procura por um profissional é fundamental nesse momento. “A vida de um artista é o palco, e acredito que abrir mão de uma carreira teria que ser uma decisão muito bem pensada e planejada.”

Já Dani Pires acredita que o sertanejo deveria ou parar de cantar, ou mudar os tons para resolver o problema. Isso porque dar uma pausa na carreira seria pior ainda, já que ele pararia de “trabalhar” a musculatura das cordas vocais. “Ele precisa cantar para elas não ‘atrofiarem'”, explicou.

Consequências da desafinação na imagem de Zezé como artista

Após tantos comentários negativos, fica claro que a voz de Zezé está afetando a imagem dele como artista. “Dependendo da desafinada, tem gente que não percebe. Agora, se for uma coisa muito esdrúxula, como está acontecendo, realmente fica claro e evidente”, disse Pires.

Para o produtor, se Zezé não resolver o problema, pode ficar marcado como um artista que canta mal ao vivo, e isso pode gerar consequências negativas para ele, até mesmo financeiramente.

“Para gravar disco em estúdio você tem muita tecnologia, você consegue driblar isso fácil, agora, ao vivo, não. Se o público não estiver se importando e continuar pagando para ver o artista, a indústria musical segue. Porém, quando isso reflete na venda de ingressos, aí, realmente, é uma coisa um pouco mais grave”, finalizou.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.