Início Geral

Estado descarta aumento do duodécimo da UEPB e promete reduzir comissionados

O governador Ricardo Coutinho (PSB) descartou, nesta sexta-feira (23), qualquer possibilidade de aumentar o repasse do duodécimo da Universidade Estadual da Paraíba (UEPB). Segundo ele, o Estado estuda mais cortes no custeio e nos cargos comissionados, para reduzir suas despesas, e a UEPB tem que se adequar á essa realidade de crise financeira.

Leia também: UEPB estuda suspender contrato de 120 professores e retardar entrada de alunos

Segundo o reitor da UEPB, Rangel Júnior, os cortes pode atingir até a dispensa de professores, para que a instituição se mantenha funcionando. O governador Ricardo Coutinho, em entrevista ao programa ‘Correio Debate’, da 98 FM, garantiu que, assim como todos os Poderes, a UEPB tem recebido o duodécimo em dia. “É preciso que os gestores se adequem, como o Estado faz. Se a gente observar bem, não existe dinheiro fabricado pelo Estado. O que existe é a seriedade do governo que, com o dinheiro que tem, tem que dividir com todas as áreas. Você não vê o Estado parando nenhuma obra. Ao contrário, nós temos um cronograma muito forte de inaugurações que fica difícil até acompanhar”, disse.

O governador argumentou que a gestão da UEPB pode estudar formas de reduzir despesas, porque não haverá aumento de repasse de verbas. “Fica difícil aumentar o duodécimo de um ou de outro, porque isso tá fora da regra. É preciso se compor com aquilo que se tem. Evidentemente, quando se vai atrás você percebe que tem como diminuir despesas”, observou.

Ricardo evitou criticar a gestão do reitor Rangel Júnior. “Não estou dizendo que a UEPB tenha uma má gestão. É porque temos que ficar atentos. Eu mesmo venho fazendo cortes. De 2011 para cá já cortei 30% dos cargos comissionados. Eu vou cortar mais ainda do que já cortei. Eu não tenho o que fazer. Essa é uma obrigação republicana de todo mundo. Eu não tenho culpa da economia do Brasil ter desabado. Eu respondo aqui pelo estado da Paraíba”, afirmou.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.