Início Notícias

Estado investiga furto em escola e afasta suspeito de assédio

O gestor escolar, a coordenadora administrativa financeira e o gestor pedagógico da Escola Cidadã Integral Técnica (ECIT) Erenice Cavalcante Fideles, em Bayeux, foram afastados preventivamente das funções, nesta quinta-feira (17), sob suspeita de furto. A decisão consta no Diário Oficial do Estado (DOE).

Leia também:

Os servidores da ECIT Erenice Cavalcante Fideles respondem a processo administração na condição de investigados e a permanência deles na unidade de ensino poderia interferir na apuração dos fatos. A investigação contra os servidores foi aberta no último sábado (12).

Conforme a Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia, os servidores ficarão ausentes das escolas por 60 dias, sem prejuízo de remuneração. Caso seja necessário, os afastamentos poderão ser prorrogados por igual período.

Assédio

O DOE trouxe também a publicação da pena de suspensão a outro servidor da rede pública de ensino de Bayeux. Ele foi investigado por assédio. Após apurar os fatos, a Secretaria da Educação e da Ciência e Tecnologia decidiu afastar o servidor das atividades por 60 dias. De acordo com a portaria, a penalidade é “proporcional à gravidade do cometimento da infração disciplinar no exercício de suas funções”.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.