Moeda: Clima: Marés:
Início Policial

Polícia investiga latrocínio em caso de jovem achado morto dentro de carro em Campina Grande

Daniel Vitor Cavalcanti Brito cursava Engenharia Civil e trabalhava como motorista por aplicativo
Daniel Vitor tinha 21 anos (Foto: Reprodução/Arquivo pessoal)

O estudante Daniel Vitor Cavalcanti Brito, de 21 anos, foi encontrado morto dentro de um carro no bairro Bodocongó, em Campina Grande, na noite dessa segunda-feira (27). Ele cursava Engenharia Civil em uma instituição privada e trabalhava como motorista por aplicativo.

Segundo a delegada Elizabeth Beckman, a tese inicial da Polícia Civil é de que Daniel tenha sido vítima de latrocínio, pois ele não tinha inimigos ou antecedentes criminais. O celular do estudante não foi encontrado e o porta-luvas estava ‘revirado’, indicando que alguém poderia ter vasculhado o compartimento.

Ainda de acordo com a delegada, o corpo de Daniel Vitor apresentava marca na região do pescoço. A suspeita, portanto, é de que o estudante tenha sido morto por esganadura. Foi ateado fogo ao carro, mas a população local logo percebeu as chamas e combateu o incêndio antes que ele se alastrasse. O corpo de Daniel, que estava no banco de trás do automóvel, não sofreu muitas queimaduras.

Até o momento, a Polícia Civil ainda não sabe quantas pessoas participaram da ação criminosa. Investigadores já entraram em contato com o aplicativo de transporte do qual Daniel Vitor era parceiro e apurou que ele encerrou a última corrida por volta das 20h40. O endereço informado pelo aplicativo é o mesmo de onde o corpo foi encontrado.

A Polícia Civil vai analisar imagens de câmeras de segurança da região para tentar identificar e localizar suspeitos.

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.