Estudante morre por dengue na PB; caso pode ser o 1? do ano causado pela doen

18
COMPARTILHE

O estudante de jornalismo Manoel Vicente Neto, de 30 anos, morreu na cidade de Campina Grande, após ter contraído dengue e ter sido internado no Hospital de Emergência e Trauma da cidade com sintomas da doença. Caso é a primeira morte registrada que teve causa ligada à doença em 2016 na Paraíba.

Leia também:

* Saúde registra alta de 273,25% nos casos de dengue na Paraíba 

Segundo o médico Geraldo Medeiros, diretor do hospital, o paciente deu entrada na unidade com um quadro de baixa nas plaquetas do sangue. Foi feito um exame laboratorial que comprovou o sorotipo da dengue nele.

Após seis dias na ala vermelha da instituição, a situação do estudante se agravou. A virose atingiu o cérebro e o coração dele.

“Vimos sinais de miocardite viral e encefalite. O vírus se alojou em todas as vísceras do organismo, levando ao quadro grave e ao óbito”, disse o diretor do Trauma.

Leia mais Notícias no Portal Correio 

O estudante era natural de Monteiro, no Cariri, a 305 km de João Pessoa. Ele cursava jornalismo na Universidade Estadual da Paraíba e morava atualmente em Campina Grande.

A família informou que ele havia contraído dengue no fim de 2015, quando retornou à cidade natal para visitar familiares. Monteiro enfrenta um dos maiores surtos de doenças transmitidas pelo mosquito Aedes aegypti na Paraíba. Nos últimos 70 dias, o número de casos suspeitos aumentou mais de 300%.

“As pessoas não podem protelar a ida ao hospital com o aparecimento dos sintomas, principalmente para que não sofram com desidratação”, alertou Geraldo Medeiros.

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas