Moeda: Clima: Marés:
Início Executivo

‘Eu queria fazer ajuste fiscal era na rentabilidade dos banqueiros’, diz Lula sobre cortar gastos

Declaração foi dada nessa sexta-feira (28), em Minas Gerais, pelo presidente em meio à discussão interna no governo
Luiz Inácio Lula da Silva (Foto: Ricardo Stuckert/PR)

Em meio à discussão interna no governo sobre revisão de gastos, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nessa sexta-feira (28), que um dos seus desejos seria realizar ajuste fiscal na “rentabilidade dos banqueiros”.

Segundo o chefe do Executivo, os empresários que comandam as instituições financeiras do país “ganham dinheiro especulando” na Bolsa de Valores.

“Como eu posso discutir, fazer ajuste fiscal em cima do mínimo do mínimo? Eu queria fazer ajuste fiscal era na rentabilidade dos banqueiros desse país, que ganham dinheiro especulando na Bolsa de Valores. Não vou mexer nas pessoas mais humildes, porque o Estado tem que cuidar delas”, disse Lula.

“Um cidadão de classe média não precisa do Estado, uma pessoa que tem carro, que tem casa, os filhos estudando, não precisa do governo. O governo precisa olhar para quem precisa. É como uma mãe. Governar é colocar o coração de mão na nossa cabeça para que a gente aprenda a cuidar de todos e igualdade de condições e cuidar com mais carinho do mais frágil e mais dependente”, completou.

As declarações foram dadas durante agenda em Belo Horizonte. O vice-governador de Minas Gerais, Mateus Simões (NOVO) foi vaiado, o que motivou que Lula caminhasse para ao lado do político, a fim de que as vaias fossem cessadas, e pediu respeito.

“Eu queria pedir a compreensão de vocês porque quando eu vou em um estado, eu faço questão de convidar as autoridades do estado para participar dos eventos. Afinal de contas, vocês me elegeram presidente da República para mostrar civilidade nesse país”, disse o presidente.

Receba todas as notícias do Portal Correio no WhatsApp

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.