Moeda: Clima: Marés:
Início Notícias

Evento impulsiona negócios da cadeia leiteira na PB

Superando as dificuldades de quase uma década de seca, responsável por uma queda de mais de 40% da produção e morte de centenas de animais, os produtores de leite da cidade de Pombal e região do Sertão Paraibano participam nos próximos dias 26, 27 e 28 da Expo Pombal. O evento, que tem foco na geração de negócios, acontece no Parque de Exposições Atêncio Bezerra Wanderley e conta com o apoio do Sebrae Paraíba, UFCG e Prefeitura Municipal.

A programação da Expo Pombal conta com palestras sobre produção de palma, reúso de água, produção de forragem, melhoramento genético, dentre outras, além do I Concurso de Queijos Artesanais do Sertão da Paraíba, o IV Concurso de Bezerras, o II Concurso de Bezerros, exposição de animais bovinos, caprinos, ovinos, equinos e um torneio leiteiro.

Conforme dados mais recentes do Sebrae, a região de Pombal abriga a maior bacia leiteira da Paraíba, com mais de mil produtores, várias queijarias artesanais, cerca de 14.028 vacas ordenhadas e uma produção de aproximadamente 11.608 mil litros de leite por dia, gerando uma movimentação financeira em torno de R$ 20.894,40 diariamente.

“Pombal é um dos municípios mais antigos da Paraíba. Toda a economia gira em torno do leite e queijo. Diariamente saem litros e mais litros de leite para o município de Sousa e também muitos quilos de queijo coalho e manteiga para o município de João Pessoa. É o potencial da cidade, porque filhos são formados e ganham projeção profissional, criados com o dinheiro gerado pelo leite. Todos os derivados do leite geram milhares de empregos na região, e assim, Pombal se consolida a cada ano como de fato a terra do leite e do queijo”, destaca o gerente regional do Sebrae em Pombal, Lúcio Wolmer.

Ainda segundo o gerente, com esse cenário os produtores estão cada vez mais interessados em investir em sua propriedade. “Desde 2009, o Sebrae Pombal tem levado tecnologia aos produtores de leite, através de consultorias tecnológicas nas áreas de gestão nas propriedades rurais, qualidade do leite, produção leiteira e também genética. Com essas ações, a cadeia produtiva do leite na região ganha força e se consolida cada vez mais”, finaliza Wolmer.

publicidade
© Copyright 2024. Portal Correio. Todos os direitos reservados.