Início Geral

Ex-companheiro é preso suspeito em uma das quatro mortes de mulheres na PB

Foi preso, na tarde dessa segunda-feira (19), um homem suspeito de assassinar e esconder o corpo de uma mulher dentro de um matagal em Santa Rita, município da Grande João Pessoa. O crime, que aconteceu na madrugada do domingo (18), teve como uma das motivações a negação da vítima em atender as ligações do suspeito, que, segundo a polícia, tinha um relacionamento amoroso com a vítima. Comente no fim da matéria.


Leia também: Paraíba registra quatro casos de mulheres mortas desde o fim de semana

Ao Portal Correio, o delegado Carlos Othon, que investiga o caso, contou que a polícia chegou ao suspeito após relatos de testemunhas, que afirmaram ter visto um carro branco na frente da casa da vítima na madrugada do crime.


Leia mais Notícias no Portal Correio

“Tínhamos a informação de que um carro branco ficou estacionado na frente da casa da vítima na madrugada quando o crime ocorreu e que o motorista desse carro teria levado um objeto grande para dentro do veículo.Com base nessas informações descobrimos que a vítima estava ficando com um rapaz e que esse homem tinha um carro com as mesmas características do veículo que estava parado na casa da mulher”, disse o delegado.

Ainda segundo o delegado Carlos Othon, a polícia conseguiu localizar o suspeito, que foi detido e levado para prestar depoimento, onde negou o crime e disse que estava sem falar com a vítima há vários dias.

“O suspeito entrou em contradição vários vezes, afirmou não ter tido contato com a vítima vários dias antes de ela desaparecer, mas já sabíamos que ele tentou contato telefônico por diversas vezes com a vítima na madrugada do crime. Todas essas tentativas de ligações foram negadas pela mulher. Essa negativa de atender as ligações foi um dos motivos do crime”, afirmou o delegado.

O delegado também informou que o carro do suspeito foi apreendido e passou por perícia, onde foram detectados indícios de sangue humano na mala e nos bancos.

“Após essa pericia que detectou sangue no carro representamos pela prisão preventiva do suspeito, que se encontra no aguardo da audiência de custódia”, concluiu o delegado.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

Palavras Chave

Portal Correio
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.