Ex-companheiro suspeito de matar paraibana e esconder corpo em saco se entrega à polícia

16
COMPARTILHE

Já está preso o baiano Nayron Vilar da Silva, 27 anos, que é o principal suspeito de matar a paraibana Tayza Cardoso, 21 anos. O delegado seccional da Polícia Civil em Patos-PB, Sylvio Rabello, confirmou a prisão do ex-companheiro da jovem ao Portal Correio, neste sábado (28). O corpo dela foi encontrado enrolado em sacos plásticos e coberto por lençóis, na manhã dessa sexta-feira (27), na comunidade Morro do Urubu, no Rio de Janeiro.

“Ele se entregou na 53ª DP da cidade de Mesquita, na Região Metropolitana do Rio de Janeiro, e confessou o crime. Nayron Vilar está preso e a Polícia Civil local vai pedir vários exames de DNA”, confirmou o delegado paraibano, que está acompanhando o caso.

Leia também: Ex-namorado é suspeito de matar paraibana e esconder corpo dela em sacos, no RJ

De acordo com Sylvio Rabello, Tayza Salustiano era natural de São José do Sabugi, município do Sertão paraibano, a 288 km de João Pessoa. A vítima estava desaparecida. Segundo ele, o ex-companheiro não aceitava o término do relacionamento.

Leia mais Notícias do Portal Correio

A Polícia Civil do Rio de Janeiro também confirmou ao delegado Sylvio Rabello que, dias antes da descoberta do corpo, o suspeito procurou uma delegacia para prestar queixa do desaparecimento da paraibana.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas