Início Geral

Executivo ? punido por dizer que “lugar de mulher ? na cozinha, e n?o no campo de futebol”

Se você tem preconceito com mulheres atuando como juízas ou bandeirinhas, cuidado — você pode acabar em maus lençóis, como aconteceu com John Cummings, de 70 anos, vice-presidente da Football Association de Northumberland County, na Inglaterra.

Leia mais notícias de Esportes no Portal Correio

Depois de dizer recentemente à árbitra Lucy May, 24 anos, que “lugar de mulher é na cozinha, e não em um campo de futebol”, Cummings recebeu agora a punição, e foi suspenso por quatro meses de seu cargo na FA, além de ter que pagar uma multa de mais de R$ 900.

A ofensa aconteceu durante um workshop do qual os dois participavam em março deste ano. Lucy perguntou ao vice-presidente sobre a possibilidade de apitar na North East Sunday League, e recebeu uma resposta atravessada.

“Você não vai dar conta. Não é nada pessoal contra você, mas, enquanto eu estiver vivo, nenhuma mulher nunca trabalhará na minha liga”.

A árbitra denunciou o executivo, alegando que ele disse aquilo “sem qualquer traço de humor em sua voz, e pareceu estar falando completamente sério”.

Uma comissão reguladora independente da FA entendeu que Cummings é culpado por violar regras da associação com linguagem “insultuosa e abusiva”, agravada pela referência específica às mulheres.

Lucy relatou ainda ter ouvido outra frase ofensiva do vice-presidente anterior à conversa que tiveram juntos.

“Não acredito que você está usando um dos meus árbitros em um jogo feminino, não é nem futebol de verdade”.

O executivo se defendeu das acusações.

“Quando eu falo o que penso, eu falo mesmo, e não me importo com o que os outros vão dizer”.

Cummings ainda usou como exemplo a mulher de um amigo, a quem, segundo ele, já disse coisas da mesma natureza.

“Eu falei a ela que o lugar dela era em casa, e que ela deveria voltar para lá e preparar um chá para seu marido. Era uma piada, embora o lugar de uma mulher seja, de verdade, em casa. Minha esposa nunca sai, porque o lugar dela é no nosso lar. Estamos casados há 56 anos, e, neste período, ela me aguenta e me escuta dizer isso”.

Além da suspensão e da multa, o executivo terá que participar de um programa educativo antes de poder reassumir seu cargo. Ele avisou à FA que vai recorrer da decisão.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.