Início Portal Correio

Exposição de asteroides alertam para riscos de impacto com a Terra

Neste domingo (30), grupos de cientistas e astrônomos de diversos países celebram o Asteroid Day, ou Dia Internacional do Asteroide. A data foi estabelecida para alertar a população sobre a ameaça de catástrofe provocada por um objeto celeste. João Pessoa é uma das cidades com programação voltada à discussão do tema.

A partir das 15h, no hall do Centerplex, no Mag Shopping, estará disponível gratuitamente uma exposição de banners e modelos de asteroides. Instrutores vão conversar com o público interessado, falar sobre os riscos estudados e mostrar alternativas de como seria possível evitar ou minimizar danos em caso de impacto. O encontro é organizado por membros da Associação Paraibana de Astronomia (APA) e da Bramon, rede colaborativa de astrônomos profissionais e amadores.

“Se as condições meteorológicas permitirem, vamos também fazer observação com telescópios dos planetas Júpiter e Saturno, na Praça de Alimentação, a partir das 18h”, acrescenta Marcelo Zurita, diretor técnico da Bramon.

Ainda conforme Marcelo Zurita, a mostra estará disponível para escolas públicas e particulares no mês de julho. Não há custos para as instituições interessadas em convidar a equipe organizadora.

Alerta mundial

Em 30 de junho de 1908, um asteroide caiu sobre a Sibéria, próximo ao rio Podkamennaya Tunguska,  e gerou uma explosão responsável por devastar milhares de quilômetros quadrados. Especialistas temem que um novo evento desta natureza ocorra.

A preocupação neste ano é ainda maior, uma vez que a Terra atravessa região no espaço onde há uma concentração de grandes fragmentos deixados por um cometa que se partiu há cerca de 20 mil anos. Essa trilha mais densa de detritos é conhecida como Enxame Tauridas.

“O risco é para toda a Terra. Existe uma suspeita de que o enxame seja a origem do asteroide que provocou o evento de Tunguska, o maior impacto na história recente da humanidade”, explica Marcelo Zurita.

Susto no Caribe

Mesmo objetos sem relação com o Enxame Tauridas assustam especialistas. No último sábado (22), um asteroide com cerca de 5 metros de diâmetro se chocou com a Terra e explodiu sobre o mar do Caribe. O objeto foi detectado por observatórios 14 horas antes de atingir o planeta, algo pouco comum. Efeitos luminosos e sonoros foram captados por satélites e estudos revelaram que o asteroide possuía 6 kilotons de energia, 40% do potencial da bomba lançada sobre Hiroshima na Segunda Guerra Mundial. Por sorte, não houve danos.

“Esse foi o maior impacto do ano. O objeto tinha massa de 226 toneladas e, na região em que ele explodiu, o tráfego aéreo é bem intenso. Apenas alguns minutos após a explosão do bólido, passaram quatro aviões pelo local”, informou Marcelo Zurita.

Comentários

  • Sebastião Correia da Costa disse:

    Eu gostaria de saber se o cientista descobrir em um asteroide vai se !!! chocar com a terra se eles cientista, NASA,autoridades avisarei a população antes ??

  • José Carlos da Silva disse:

    Muito bom, gostei da matéria

  • Norberto Negrini disse:

    Quem sabe senão estamos próximos do apocalipse.

  • Alexandre disse:

    Só não vê quem é cego ta na cara que algo terrevil ta pra acontecer ainda este ano muita gente vai morre tenho certeza que está se aproximando alguns corpos celestes

  • Fagner Silva Mendes disse:

    Me interessei pela oportunidade em conhecer mais sobre esse assunto

  • ANTONIO DE JESUS SOUSA FERREIRA disse:

    Que esse meteoro não demore a Chegadar, vai ser melhor do que passar pelo o que estamos passando.

  • Edgard Rocha disse:

    Asteroides burros, nenhum tem boa pontaria

  • Alberto Seba disse:

    Segundo os cientistas norte americano dos Estados Unidos o asteroide cairá pedaço no Paraná e em Brasília em cima das cabeças dos lava jatoteiro

  • Antonio Wladimir disse:

    Poxa isso e bem legal e mas emoção, mas acredito que nao vai acontecer.

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.