Balneabilidade

Emprego

Até julgamento de Adin

TV Correio

sistema-de-trens-volta-ser-ameacado-por-falta-de-recursos
Imagem ilustrativa (Foto: Divulgação)

Falta de dinheiro volta a ameaçar sistema de trens da Grande JP

Ministério das Cidades informou que tem realizado ações junto ao Ministério da Fazenda e do Planejamento para recompor o orçamento

572
4
COMPARTILHE

O corte de aproximadamente 47% no orçamento de 2018 da Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU) pode fazer com que os trens parem de circular na Capital. Segundo o superintendente de João Pessoa, Paulo Roberto, a companhia aguarda a votação de um projeto de lei, previsto para o fim do mês, que vai revisar a verba e decidir o futuro dos 170 mil passageiros que, mensalmente, usam trem na Grande João Pessoa. O problema orçamentário não é recente.

A assessoria nacional da CBTU confirmou que houve o corte e informou que está tentando reverter este problema junto ao Ministério das Cidades para que não haja interrupções no serviço na Grande João Pessoa.

Ao Portal Correio, o Ministério das Cidades informou que tem realizado ações junto ao Ministério da Fazenda e do Ministério do Planejamento para recompor o orçamento destinado à operação do sistema, como aconteceu em 2017, que não houve a necessidade de nenhum ajuste nos serviços prestados ou qualquer interrupção.

“Face à necessidade de assegurar a prestação do serviço com segurança e confiabilidade ao usuário, estão sendo realizadas tratativas com o Ministério do Planejamento para ampliar o orçamento da ação para cerca de R$ 200 milhões, patamar próximo ao executado em 2017”, disse em nota.

O superintendente da CBTU de João Pessoa ainda confirmou que os trens, até o momento, estão funcionando normalmente, sem nenhuma redução de horário ou supressão de viagens, “principalmente por se tratar de um serviço de transporte que atende à Grande João Pessoa, contemplando os municípios de Santa Rita, Bayeux, João Pessoa e Cabedelo”.

O caso

Além de João Pessoa, Recife, Belo Horizonte, Maceió e Natal, as cinco capitais brasileiras operadas pela Companhia Brasileira de Trens Urbanos (CBTU), podem parar de funcionar até o fim do mês de abril se o Orçamento de 2018 para o setor não for revisto. Foi o que disse, no último dia 4, o diretor-presidente da CBTU, Companhia Brasileira de Trens Urbanos, José Marques de Lima, em audiência pública na Comissão de Desenvolvimento Regional e Turismo (CDR). Cerca de 600 mil pessoas seriam prejudicadas diariamente.

A declaração do diretor-presidente foi dada pouco mais de um mês após a CBTU afirmar, por meio de sua assessoria, que o Ministério do Planejamento já havia garantido que não iria faltar recursos para trens e metrôs. A liberação da verba, no entanto, ainda é aguardada.

COMENTÁRIOS

  1. Dinheiro para enriquecer o PT tem. Dinheiro para encher o bolso de Lula tem. Dinheiro para campanha milionária tem. Dinheiro sujo de propina da Odebrecht tem. Dinheiro em paraíso fiscal tem. Dinheiro para pagar marqueteiro ilicitamente tem. Dinheiro para propaganda do governo federal tem. Dinheiro para pagar jornalistas picaretas tem. Dinheiro para guarda pessoal de governador tem. Dinheiro superfaturado tem. Dinheiro para bancar as despesas de prefeito governador presidente tem. Dinheiro para propaganda de televisão tem. Dinheiro para gastar com artistas maconheiros tem. Dinheiro para bancar Dilma Rousseff nas suas viagens tem.
    Realmente, está faltando dinheiro no Brasil.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your name here
Please enter your comment!

Notícias mais lidas