Início Geral

Festival de Areia tem cantora C?u, teatro, dan?a e poesia nesta sexta-feira

A cantora paulista Céu está entre as atrações do Festival de Artes de Areia, nesta sexta-feira (18). Além da música, a programação conta com mostra de cinema, teatro, poesia e várias oficinas literárias. No polo Guantanamera, das 8h às 12h, acontece a oficina de contação de histórias “Luz, Sombras…Contação!”,das recifenses Mariane Bigio e Mila Bigio. Nela, os interessados em literatura irão trabalhar o folclore brasileiro, por meio da construção de bonecos de sombra.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

A oficina ministrada pelas pernambucanas acontece até o sábado, assim como a de Rodrigo Portella, do Rio de Janeiro, que também ministra, no mesmo horário e local, a oficina “Inspirações Latino – americanas”. A proposta é incentivar a produção de textos dramáticos, inspirados em fragmentos poéticos e narrativos extraídos da obra de dois grandes escritores latino-americanos do século 20: o chileno Pablo Neruda e o colombiano Gabriel García Márquez.

Outra oficina de literatura, que também ocorre nesta sexta-feira e sábado, ainda no polo Guantanamera, é a do paraibano Arthur Maia. “Tecendo Histórias” é voltada para adolescentes entre 12 e 16 anos de idade. Com o objetivo de produzir coletivamente uma narrativa escrita capaz de conectar as múltiplas percepções e desejos dos integrantes.

Cinema

A programação do Festival de Artes de Areia ainda oferece ao público duas mostras de cinema no polo Glauber, no auditório do Colégio José Américo. A primeira é a mostra de cinema infantil e acontece a partir das 14h, exibindo “Sonhando Passarinhos”, dirigido por Bruna Carolli, de Brasília; “Antes que o verão Acabe”, dirigido por Marília Nogueira, de Minas Gerais; “O mistério do Boi de Mamão”, dirigido por Luiza Lins, de Santa Catarina; e “Cores e Botas”, dirigido por Juliana Vicente, de São Paulo.

Já às 19h, serão exibidos seis filmes na mostra de curtas-metragens: “Gatilho de Prata”, dirigido por Bruno de Sales, de João Pessoa; “Ilha”, dirigido por Ismael Moura, de Cuité; “O Lendário Escritor de Frases de Biscoito da Sorte”, dirigido por Marcelo Quixaba, de João Pessoa; “Inominável”, dirigido por Felipe Lavorato, de Campina Grande; “Carne”, dirigido por Carlos Nigro, de Recife; e “Lex Talionis”, dirigido por João Paulo Palitot, de João Pessoa.

Teatro, dança e poesia

O polo Gracias a la Vida recebe, às 16h, o Palhaço Bisgoio, de São Paulo. Explorando todas as suas peculiaridades artísticas, Neto Donegá criou o espetáculo solo “Sananab”. O trabalho retrata o universo de Bisgoio em um encontro poético que tem como principal motivo a troca entre o palhaço e o público. Na linguagem de dança, o argentino Camilo Vacalebre e Rosa Schramm apresentam a performance “Matéria”, às 16h, no polo As Veias Abertas.

O grupo As Cambindas Brilhantes, de Lucena, representam a cultura popular nesta sexta-feira. A partir das 17h, no polo Carbureto, ele apresenta temas e cantos de influência africana, referindo-se às cenas do cotidiano. O mesmo polo, logo em seguida, recebe a apresentação de “Cortejo de Caretas”, do Grupo Teatro de Caretas, do Ceará. O espetáculo traz em cena Alcantara Costa, Beto Meneis, Juliana Santana, Non Sobrinho, Vanéssia Gomes eVera Araújo.

O palhaço Tomate chega ao polo Gracias a la Vida, às 19h, com o espetáculo “Tomate, Puro Tomate.” Comediante argentino, o artista explora a construção de balões, fazendo instrumentos, personagens e dispositivos para falar de tipos sociais, de estruturas políticas e para fazer troça da vida. Em 22 anos de risadas e aplausos, Victor Avalos, criador de Tomate, já percorreu 25 países com seu espetáculo solo inflando, soprando e dando vida a uma série de personagens.

O sarau “Do amor e outros demônios” será apresentado às 20h, no polo Carbureto. A Ariel Coletivo Literário, de Campina Grande, irá encenar textos poéticos e fragmentos de obras narrativas que trazem o amor em suas mais diversas formas. O trabalho aproxima o leitor do seu ouvinte e estabelece, entre eles, uma relação de cumplicidade dentro desse sentimento. No mesmo horário, no polo Gracias a la Vida, a Compassos Cia de Dança, do Recife, apresenta o espetáculo “Os sete buracos”. Os bailarinos Gervásio Braz, Marcela Aragão, Marcela Felipe e Patricia Costa propõem um jogo entre dança e teatro em quatro atos.

Música

A partir das 22h, acontece a estreia do polo Science com a banda campinense Oxent Groove e a cantora paulista Céu. Oxent Groove é formada por quatro músicos que mostram em seu show uma releitura de clássicos da música popular nordestina com roupagens novas, além de incluir trabalhos autorais com influências da música regional e world music.

A cantora Céu traz para Areia um show elogiado pela crítica e público: Catch a Fire, disco de Bob Marley. A aproximação de Céu com o reggae roots aconteceu por meio do projeto 73 Rotações, em que nomes da nova música brasileira interpretam álbuns clássicos na íntegra.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.