Início Geral

Festival de Artes de Areia come?a nesta segunda com diversidade art?stica e cultural

O 15º Festival de Artes de Areia começa nesta segunda (14) oferecendo uma programação diversificada com oficinas, espetáculos teatrais e musicais e exibição de filmes. Com a temática “Areia Latinoamerica”, o evento segue até o dia 20, e abre o Caminhos do Frio, um roteiro turístico criado que reúne eventos culturais e objetiva estimular o turismo de inverno na região do Brejo.

Leia mais notícias de Entretenimento no Portal Correio

Após a cidade de Areia, esse projeto acontece em Pilões (21 a 27), Solânea (de 28 de julho a 3 de agosto), Serraria, (4 a 10), Bananeiras (11 a 17), Alagoa Nova (18 a 24) e Alagoa Grande (25 a 31 de agosto).

Em cada um dos dias do Festival de Areia ocorrem duas atividades: no Polo Rufino, localizado no Casarão José Rufino, é realizado Cadastramento Cultural para o Sistema Nacional de Informações e Indicadores Culturais (SNIIC) e para o Sistema Estadual de informações e Indicadores Culturais (SEIIC); e no Polo Caminito, percorrendo as Ruas de Areia, cinco artistas expõem suas fotografias – Muralhas de Areia, de Camila Picolo, de São Paulo/SP; Transluz, de Wagner Pina, de Campina Grande/PB; Surrealistic Dominoes, de Luciana Urtiga, de Campina Grande/PB; Quando o Sul é o Norte, de Alessandra Soares, de João Pessoa/PB); e Raízes Andinas, de Rodrigo Fernandes, de Parnamirim/RN.

Uma oficina de audiovisual e uma oficina de artes visuais se iniciam nesta segunda-feira. A primeira é Filme – Cartas de Areia, ministrada por Ana Bárbara Ramos e Bruno de Sales, de João Pessoa. Até a quinta-feira (17), das 8h às 12h, no Polo Glauber, localizado no Colégio José Américo, professores, estudantes e interessados em arte irão interagir diretamente com a cidade de Areia em seu contexto etnográfico, poético e arquitetônico de maneira a produzir no final um pequeno filme.

Já o Laboratório de Experimentação em Artes Visuais oferece a Arte Ataque Oficina, das 9h às 17h, até a sexta-feira (18), da qual participarão João Cassiano, Thiago Trapo, Wanessa Dedoverde, Lucyana Xavier, ZélloVisconti, Antônio Filho, Marco Aurélio Damaceno, Ricenia Maia e Janaína Castoldi.

O ministrante será o paulista Ricardo Tatoo, formado em programação visual pela Universidade Mackenzie (SP) e pós-graduado em Direção de Arte, no Centro Universitário de Belas Artes de São Paulo. O artista deu seus primeiros passos grafitando pelas ruas da capital paulista, na década de 1980, e foi um dos primeiros a atuar com o stencil graffiti no Brasil.

Dança

De Ipatinga, em Minas Gerais, chega em Areia, a Flux Cia de Dança para apresentar o espetáculo infantil Garatuja, às 16h, no Polo Gracias a la vida, no Circo. Com Gessé Rosa, Jheffer Meneses, Misson Valadares e Carlos Passos, que também assina a direção, o trabalho surge de experimentações de traços que crianças pequenas desenham na tentativa de representar o que interpretam do mundo a sua volta. Neste contexto, o espetáculo vai se construindo através das imagens e brincadeiras intermediadas pelo público presente.

Teatro 

Ainda no Circo, se apresenta logo depois, às 17h, a Caravana Tapioca com o espetáculo teatral “Cavaco e sua pulga adestrada”. Nascido no Recife, em 2010, o Grupo tem como foco o trabalho com o circo, teatro e a música. Com criação, roteiro e atuação de Anderson Machado, e direção de Helder Vasconcelos, o espetáculo apresenta de forma clownesca a história de uma pulga imaginária como personagem principal. Cavaco, um antigo dono de circo que acabou falido ao perder todos seus artistas, então decide reconstruir sua carreira com pulga Maria.

Às 17h também, no Polo Carbureto, em frente à Praça Pedro Américo, dois grupos de cultura popular sobem ao palco: Sementes da Jurema, de João Pessoa; e Caiana dos Crioulos, de Alagoa Grande, que nesta apresentação irá juntar ao seu repertório algumas músicas de Jackson do Pandeiro.

Cinema

No Polo Boal, no Teatro Minerva, o longa metragem Além da Estrada, dirigido por Charly Braun será exibido às 20h. Em uma co-produção Brasil Uruguai, o filme narra a história de Santiago, um argentino próximo dos seus 30 anos que decide ir ao Uruguai conhecer um terreno deixado por seus pais. Na chegada, ele encontra Juliette, uma jovem belga, em busca de um amor passado e de uma nova vida. Assim, o que parecia ser uma simples carona acaba se transformando em uma breve e intensa jornada.

Música

Para encerrar o primeiro dia do Festival, Sócrates Gonçalves realiza show no formato voz e violão, a partir das 21h, no Polo As Veias Abertas, que fica no coreto da Praça Pedro Américo. Residente em Campina Grande, o músico lançou o seu primeiro CD solo em 2011, intitulado Atemporal.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.