Início Geral

Filho de político é preso na PB suspeito de estelionato e falsidade ideológica

Um homem de 33 anos foi preso na Paraíba, nesta quarta-feira (8), suspeito de adquirir gráficas utilizadas na campanha eleitoral de 2016, com emissão de cheques bancários de terceiros. Segundo a polícia, ele teria causado prejuízo de R$ 200 mil e foi autuado por estelionato e falsidade ideológica. Segundo a Polícia Civil, ele é filho de um político da cidade de Mulungu, onde foi preso, a 85 km de João Pessoa.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A polícia informou que, de posse dessas empresas, ele negociava o estoque, apropriava-se indevidamente do patrimônio e deixava de pagar até mesmo os funcionários. Segundo a polícia, ele teria causado prejuízo superior a R$ 200 mil apenas em João Pessoa. O suspeito também locou uma empresa (copiadora) em Natal (RN), apropriando-se de dois veículos dela e desaparecendo, retornando para a Paraíba, continuando a praticar crimes.

A Delegacia de Defraudações (DDF) informou que o preso responde a 15 processos na Justiça paraibana, que vão desde despejo por falta de pagamento, a crimes de ameaça, violência contra mulher e porte ilegal de armas.

Conforme a polícia, ele ainda está na posse de veículos negociados de maneira fraudulenta com outras vítimas, além de continuar na administração de uma empresa situada no bairro de Tambauzinho, em João Pessoa, motivo pelo qual estava sendo procurado pela DDF há aproximadamente uma semana.

Como filho de político, a polícia disse ainda que o investigado possivelmente exercia cargo comissionado na Prefeitura de Mulungu, apesar de continuar responsável por uma das empresas de João Pessoa e de morar em um apartamento situado no bairro do Bessa.

Ele foi levado para a DDF em João Pessoa, onde foi autuado pelos crimes estelionato e falsidade ideológica. A polícia investiga ainda a participação dele em outros crimes com mais pessoas.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.