Início Geral

Filiação de Renan Palmeira ao PT vira desagravo a Dilma e Lula

O professor Renan Palmeira filiou-se, na manhã desta sexta-feira, ao Partido dos Trabalhadores. A solenidade de assinatura da ficha de filiação foi na sede da Associação Paraibana de Imprensa (API). O ato de filiação virou manifesto contra as investigações da Lava jato, em favor do mandato da presidente Dilma Rousseff, e ataques aos juiz federal Sérgio Moro.

Leia mais notícias de Política no Portal Correio

Nos discursos, os petistas e representantes de segmentos sociais repetiram ataques “às elites que querem derrubar Dilma pelo golpe e prender o ex-presidente Lula”. O presidente estadual do PT, Charliton Machado, pré-candidato a prefeito de João Pessoa, abonou a ficha de filiação.

Em vários pronunciamentos, filiados falaram em combater a direita nas ruas, destacar que estava em jogo uma luta de classes e dizer que estavam prontos para o confronto. Um deles chegou a encerrar sua fala com a frase: “É pau no lombo da pelegada”. 

Renan Palmeira é o presidente do Movimento Espírito Lilás, uma das organizações mais combativas pelos direitos da população LGBT em João Pessoa, na Paraíba. Renan era integrante do Psol e foi, pela legenda, candidato em 2012 à prefeitura de João Pessoa.

Em nota, Renan explicou os motivos para se filiar ao PT e comentou o momento político do País. “Os governos do PT mudaram significativamente a vida de milhões de brasileiros e brasileiras. A neutralidade de setores da esquerda brasileira neste momento é um erro político que poderá nos trazer consequências irreparáveis e danos ao nosso povo”, diz.

A coordenação do encontro ainda anunciou mais cinco filiações nesta sexta-feira, mas não divulgaram os nomes.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.