Foragido do CE ? preso na PB; 2 ve?culos tamb?m s?o apreendidos e condutores presos

14
COMPARTILHE

Agentes do Núcleo de Operações Especiais da Polícia Rodoviária Federal prenderam, na unidade operacional da Farinha, em Pocinhos, Agreste da Paraíba, a 134 km de João Pessoa, um dos criminosos mais procurados no estado do Ceará. A prisão ocorreu na noite dessa quarta-feira (3). Na mesma noite, a PRF também apreendeu dois carros roubados e prendeu os condutores suspeitos.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O detido, de 37 anos, é natural de Belém (PA). Ele era passageiro de um ônibus que fazia a linha entre Teresina (PI) e João Pessoa. Os agentes da PRF embarcaram no coletivo e procederam com revistas e checagem de documentos dos passageiros. Ao terem acesso aos documentos do homem, descobriram que se tratava de um foragido da Justiça do Ceará, que havia sido preso em 2013, em Fortaleza.

Dentre os crimes cometidos por ele estão sequestros, assaltos a Carro Forte, homicídios, tráfico de drogas, falsidade ideológica, falsificação de documento público e porte ilegal de arma de fogo.

Carros roubados

Dois veículos roubados foram apreendidos e os condutores foram presos em locais distintos, sendo um em também em Pocinhos e outro em São Mamede, no Sertão a 283 km de João Pessoa.

No caso do primeiro carro recuperado, um Chevrolet S10, os agentes abordaram o motorista no km 182 da BR-230, no início da noite. Durante a fiscalização, eles perceberam sinais de adulteração no documento do veículo. Em seguida, encontraram indícios de irregularidades também na numeração do chassi. Ao final, os policiais confirmaram que a caminhonete fora roubada no dia 6 de abril deste ano, em Caruaru, Agreste de Pernambuco. O condutor, de 42 anos, ouviu voz de prisão e responderá pelos crimes de receptação de produto de roubo e uso de documento público falsificado ou adulterado.

O outro carro roubado foi recuperado quando agentes lotados no posto da PRF de São Mamede fizeram uma abordagem de rotina no km 309 da BR-230. Dessa vez, foi um Chevrolet Montana. Os policiais perceberam que o documento do veículo estava adulterado. Depois, partiram para a verificação dos elementos identificadores, que vão desde a numeração do chassi, passando pelo motor até chegar às etiquetas. Eles, então, encontraram várias irregularidades. O sistema de informação confirmou que se tratava de veículo roubado. Era, na verdade, um clone, já que usava placas de um carro semelhante, só que legalizado. O motorista, de 29 anos, foi conduzido à delegacia da polícia Civil de Patos, onde foi indiciado por receptação e uso de documento falso.

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas