Início Geral

Frei Anastácio diz que morte de presidente do PT foi encomendada por fazendeiros

O deputado estadual Frei Anastácio (PT), denunciou, em nota divulgada à imprensa nesta sexta-feira (8), que o assassinato do presidente da legenda em Mogeiro, Ivanildo Francisco da Silva, de 46 anos, foi encomendado por proprietários de terras do Agreste paraibano. Ivanildo morava em assentamento cujas terras foram distribuídas pela reforma agrária.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Na nota, Frei Anastácio diz que recebeu informações de que há um grupo organizado para impedir a luta pela terra no Agreste. “Atualmente há capangas fortemente armados atuando nos municípios de Mogeiro, Itabaiana e São José dos Ramos. Eles estão sendo pagos por um grupo de cinco proprietários rurais desses municípios. É a volta do crime organizado no campo, por pessoas poderosas”, denunciou.

Ainda no texto, o deputado estadual diz que o grupo é formado por uma ex-vice-prefeita da região, um desembargador do Tribunal Regional do Trabalho (TRT), um jogador de futebol e mais dois fazendeiros do Agreste. Frei Anastácio informou ainda que já entregou suas suspeitas às autoridades para medidas investigativas.

O crime

Ivanildo Francisco da Silva foi assassinado na noite da quarta-feira (6), na casa onde morava em Mogeiro. Ele estava apenas com a filha, de um ano e meio, e foi atingido por um tiro de espingarda calibre 12, na cabeça. O corpo foi encontrado no dia seguinte pela manhã, pela esposa dele. A criança estava ao lado do pai, suja de sangue, mas sem ferimentos. Ivanildo deixou outros cinco filhos. Além presidente do PT municipal, ele era suplente de vereador. 

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.