Início Notícias

Funad amplia serviços para as pessoas com deficiência

A presidente da Fundação Centro Integrado de Atendimento ao Portador de Deficiência (Funad), Simone Jordão, fez, nessa segunda-feira (30), um balanço das ações do órgão entre os anos de 2019 e 2020. Entre as iniciativas ressaltadas pela gestora estão a ampliação da estrutura física e do corpo técnico do Núcleo de Atendimento à Pessoa Surda, do Núcleo de Atendimento para Pessoas com Altas Habilidades e Superdotação e do Centro de Apoio Pedagógico para Pessoas Cegas. Ela também afirmou que a Oficina Ortopédica da Funad, cujas obras de construção serão iniciadas em breve, colocará o Estado em destaque no Nordeste.

Leia também:

Durante sua prestação de contas, Simone Jordão ressaltou o trabalho desenvolvido pela Funad, em parceria com outros órgãos do governo, para assegurar a assistência necessária às pessoas com deficiência durante a pandemia do novo coronavírus.  “Em parceria com a Secretaria de Educação, tivemos um cuidado muito grande para dar assistência aos estudantes com deficiência. De uma forma cuidadosa, foi feito um estudo e mapeamos todos os atores que fazem educação especial no estado, que são os intérpretes de libras e os professores das salas de recursos, para que pudessem dar uma atenção mais direcionada e garantissem o acesso deles nesta fase tão difícil”, comentou.

Ela também afirmou que o órgão elaborou planos de contingência e de retomada para manter o atendimento ao público, seja de forma remota ou presencial por agendamento, obedecendo às recomendações das autoridades sanitárias. “Nós atendemos pessoas de todas as áreas da deficiência e temos esse grande papel de ser uma instituição que faz o atendimento, que ajuda na inserção no mercado de trabalho e, em parceria com outros órgãos, trabalhamos para fortalecer as políticas públicas para melhorar a qualidade de vida das pessoas com deficiência”, frisou.

A presidente da Funad ainda destacou a implantação e ampliação do atendimento de PediaSuit na reabilitação física para crianças com paralisia cerebral, microcefalia e outras disfunções neurológicas, contemplando 400 pessoas com o serviço, e a abertura do Núcleo de Apoio e Diagnóstico à Pessoa com Deficiência no Hospital de Trauma Dom Luiz Gonzaga Fernandes, iniciativa da Secretaria de Estado da Saúde, em Campina Grande, bem como dos serviços disponibilizados em Sousa, no Sertão da Paraíba, e das parcerias com os Centros de Reabilitação Municipais, a partir da qualificação de profissionais.

Por fim, ela ressaltou a importância da abertura da linha de crédito do Empreender para pessoas com deficiência que, no início da pandemia, contemplou 27 empreendedores, representando um investimento de R$ 187 mil.

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.