Moeda: Clima: Marés:
Início Serviços

Funcionários da limpeza urbana fazem paralisação em João Pessoa; Emlur nega atrasos em coletas

Categoria reivindica o pagamento do vale-alimentação no primeiro dia útil de cada mês
Trabalhadores da limpeza urbana paralisaram atividades em João Pessoa (Foto: Reprodução/TV Correio)

Funcionários de uma empresa prestadora de serviço de limpeza urbana em João Pessoa paralisaram as atividades nesta quarta-feira (10). Segundo a Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana da Capital (Emlur), que negou possíveis atrasos com os serviços normais de coletas de lixo na cidade devido à paralisação, a categoria reivindica o pagamento do vale-alimentação no primeiro dia útil de cada mês.

De acordo com o superintendente da Emlur, Ricardo Veloso, a reivindicação com pedido de apoio à autarquia municipal foi encaminhada através de ofício pelo Sindicato dos Trabalhadores da Limpeza Urbana da Paraíba (Sindlimp-PB).

No documento, assinado pelo presidente da entidade, Radamés Cândido Alves do Vale, o Sindlimp-PB justifica o pedido pelo fato de que a categoria tem sentido a diferença do pagamento adotado pelas atuais empresas de fazê-lo no quinto dia útil do mês.

“É de conhecimento das empresas do aumento dos valores dos itens da cesta básica, o que tem impactado gravemente nas condições de vida e alimentares de toda a categoria”, diz o presidente do Sindlimp-PB no ofício.

Diante dessa situação, o superintendente da Emlur procura pregar o diálogo entre as partes envolvidas.

“Isso é uma questão de livre negociação entre os trabalhadores, sindicato e empresas. Como não chegaram a um entendimento, houve paralisação de funcionários. Nós temos total interesse e estamos dispostos a mediar. Não existe qualquer atraso entre a Emlur e as contratadas”, disse Ricardo Veloso.

O superintendente revelou que os funcionários que fizeram paralisação nesta quarta-feira trabalham na empresa Limppar – Coletas e Serviços, que atua na Zona Sul de João Pessoa. Veloso informou que a Emlur já pediu sensibilidade à empresa para que atenda aos pleitos dos empregados, mas informou que as normas das relações trabalhistas já estão sendo seguidas pela terceirizada.

“Estão ocorrendo reuniões e uma parte dos funcionários está paralisada nesta quarta. No entanto, a área de atuação da empresa em João Pessoa não ficará desassistida pelos serviços de limpeza, varrição e coletas. Para isso faremos uma redistribuição de rotas para atender a Zona Sul da Capital”, garantiu Veloso, que acrescentou que não há perspectiva definida de duração da paralisação.

O Portal Correio entrou em contato com a Limppar – Coletas e Serviços, cuja sede fica no Rio de Janeiro, mas não obteve um posicionamento da empresa acerca da paralisação em João Pessoa.

Serviço não será interrompido, garante Emlur

Em nota, a Emlur reforçou que está dialogando com os agentes e a empresa contratada e que o serviço não será interrompido.

“A Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur), diante do anúncio de paralisação dos agentes de limpeza da empresa Líbano Serviços LTDA (Limppar), contratada para realizar coleta na Zona Sul, afirma que está buscando o entendimento com trabalhadores e empresa para o pronto restabelecimento dos serviços. Esclarece ainda que não há qualquer pendência quanto ao pagamento à empresa prestadora, mas como gestora do contrato vai esgotar todos os canais de entendimento e garantir que o cidadão de João Pessoa não tenha a limpeza pública interrompida”, diz um trecho da nota.

O mesmo documento também afirma que, caso seja necessário, a Emlur vai utilizar os serviços de servidores próprios e trabalhadores de outra terceirizada para cobertura de localidades eventualmente atingidas com o movimento.

* Matéria atualizada às 15h43 para inclusão de nota divulgada pela Emlur sobre o caso

Palavras Chave

João PessoaServiços

Comentários

Deixe seu comentário
Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2022. Portal Correio. Todos os direitos reservados.