Início Geral

Gás de cozinha aumenta preço mesmo sem reajuste da Petrobras e Procon-JP apura

Uma pesquisa de preços constatou que o botijão de gás de cozinha de 13 quilos vem sendo comercializado entre R$ 50 e R$ 60. A pesquisa, feita pelo Procon-JP, serviu para confirmar o aumento de preços nos últimos dias e, também, para que os estabelecimentos justifiquem o aumento. Veja aqui a pesquisa completa.


Leia mais Notícias no Portal Correio

De acordo com a pesquisa, dos 22 estabelecimentos verificados em julho oito aumentaram o preço do produto em R$ 5 neste mês de agosto.O preço do gás de cozinha subiu no Depósito Pecorelli (de R$ 55,00 para R$ 58); Zé do Gás (R$ 50,00 para R$ 53,00); Pereira Gás (R$ 50,00 para R$ 55,00); Depósito D’Almir (R$ 50,00 para R$ 55,00); Unigás (R$ 50,00 para R$ 55,00); Gravatá Gás (R$ 55,00 para R$ 60,00); Nilda Gás (R$ 55,00 para R$ 58,00); Isaquiel Gás (R$ 50,00 para R$ 53,00).

O menor preço foi encontrado a R$ 50 e o maior a R$ 60. Com isso, conforme o Procon, após a constatação do aumento os estabelecimentos vão ser chamados para comprovarem a situação.

“Não houve aumento para o gás de cozinha, o que houve foi um reajuste de 7,2% para o gás utilizado nos setores industrial e comercial a partir desta quarta-feira (16). Então, aparentemente não há motivo para que o consumidor esteja pagando mais caro o gás que consome em sua casa. Vamos fiscalizar e autuar quem não justificar esse aumento”, disse p secretário do Procon-JP, Helton Renê.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.