Início Geral

Gêmeas nascem com microcefalia na PB e caso pode ser o primeiro no país

Duas meninas nasceram com microcefalia na tarde dessa quinta-feira (14) no Instituto de Saúde Elpídio de Almeida (Isea), em Campina Grande. Segundo profissionais da instituição, este pode ser o primeiro caso registrado da doença em ambos os recém-nascidos, pois duas ocorrências anteriores envolvendo gêmeos, em Pernambuco e em São Paulo, haviam afetado apenas um dos bebês, enquanto o outro nasceu saudável.

Leia também

Pesquisadores da PB analisam genes em casos de gêmeos discordantes para microcefalia

Passam de 100 os casos confirmados de microcefalia na PB; 388 são investigados

EUA reafirmam o que foi adiantado primeiro por médica da PB sobre zika e microcefalia

A gestante, moradora do município de Areia, no Brejo da Paraíba, a 130 km de João Pessoa, alegou aos médicos que teve Zika nas primeiras semanas de gravidez. Ela já sabia que os fetos sofriam de microcefalia e estava sendo acompanhada pelo Isea desde a 35ª semana de gestação.

A mãe e as filhas estão bem. Os bebês passarão por exames de ressonância magnética, tomografia e todos os que forem necessários para que o quadro clínico seja detalhado com precisão. Em seguida, serão transferidos para o Hospital Pedro I, em Campina Grande, que tem ambulatório especializado em casos de microcefalia.

Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo a assessoria do Isea, de 2015 até, houve registro de 52 nascidos vivos com microcefalia em Campina Grande. Todas as mães alegaram que teriam tido sintomas de Zika durante a gravidez, mas não houve confirmação da doença em todos os casos.

Veja o vídeo abaixo:

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.