Início Economia

Governo da Paraíba nega que tenha havido alta do ICMS nos combustíveis

Para que se eleve a alíquota de ICMS sobre combustíveis é necessário, primeiro, que se aprove projeto de lei na ALPB
Dinheiro
Foto: Rafael Neddermeyer/Fotos Públicas

O Governo da Paraíba, por meio da Secretaria de Estado da Fazenda (Sefaz-PB), negou que tenha havido qualquer elevação de alíquota de Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) sobre os combustíveis (gasolina, diesel e etanol).
 
O secretário da Sefaz-PB, Marialvo Laureano, explicou que para que se eleve a alíquota de ICMS sobre combustíveis é necessário, primeiro, que se aprove projeto de lei na Assembleia Legislativa.

“O governador João Azevêdo vem ratificando e descartando qualquer possibilidade de haver esse aumento de tributo sobre os combustíveis em seu governo, principalmente nesse momento tão crítico da pandemia. O Governo da Paraíba está voltado e focado, sobretudo, na área de saúde e em desenvolver ações para salvar vidas”, afirmou. 
 
“Reiteramos mais uma vez que não houve alteração da alíquota do ICMS sobre combustíveis nos últimos anos na grande maioria dos Estados. A variação de preços, conforme têm colocado os governos estaduais, não tem a ver com os tributos, mas sim com a política de preços praticada pela Petrobras, que alinha os preços ao mercado internacional. Os Estados reafirmam sua disposição de debater a política tributária sobre combustíveis, mas defendem que isso seja feito sem improvisos, dentro da reforma tributária, que já está próxima de ser apreciada pelo Congresso Nacional”, disse o secretário, citando nota assinada pelos demais secretários da Fazenda dos Estados.

Palavras Chave

Economia
publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.