Início Geral

Governo decreta estado de alerta; Cabedelo cria força-tarefa e chuvas em JP têm 264 mm

O Governo do Estado decretou ‘estado de alerta’ em João Pessoa devido às chuvas das últimas 24 horas. O decreto foi assinado pelo governador Ricardo Coutinho. A Prefeitura de João Pessoa informou que em 72 horas, contabilizadas até o início deste domingo (17), foram 266,4 milímetros de água na Capital, valor acima do previsto para todo o mês de abril. Desde 1999, o índice pluviométrico médio dos meses de abril é de 263,9 milímetros.

A capital paraibana foi a cidade que mais apresentou ocorrências, pontos de alagamentos e desabamento. O Corpo de Bombeiros da Paraíba está mapeando, atendendo e executando ações.

Em Cabedelo, município da Região Metropolitana de João Pessoa, o prefeito Leto Viana determinou uma força tarefa para tomar providências urgentes e emergenciais para minimizar os danos causados devido às fortes chuvas. As famílias desabrigadas deverão ficar alojadas na quadra do Ginásio do Renascer. Por lá, estarão presentes equipes de assistência social, Guarda Municipal e saúde.

Equipes da Prefeitura de Cabedelo vêm, desde o começo da manhã, visitando e mapeando os locais mais prejudicados pelas chuvas, buscando dar assistência às famílias atingidas e minimizar todos os estragos causados pelas fortes precipitações.
De acordo com o comandante do Corpo de Bombeiros, coronel Jair Carneiro de Barros, o aumento do número de pontos de alagamentos nas vias de João Pessoa aconteceu devido à falta de drenagem e às galerias entupidas com lixo. “As galerias entupidas e falta de drenagem provocaram transbordamentos para casas, pontos comerciais, além de deixar várias vias intransitáveis em João Pessoa”, explicou o comandante.

Desde a última sexta-feira que a corporação tem mantido plantão para socorrer as possíveis ocorrências devido ao aumento das chuvas. “Estamos monitorando e em alerta para caso ocorram fatos de maior gravidade nas comunidades em consequência das chuvas”, ressaltou.

Em caso de desabamentos ou ocorrências, o comandante pede para a população ligar para o número de emergência do Corpo de Bombeiros – 193.

A corporação continuará com equipes em regime de plantão, uma vez que as chuvas devem continuar nas próximas 24 horas. “O Corpo de Bombeiros vai continuar em estado de alerta devido à continuidade das chuvas nas próximas horas”, finalizou o coronel Jair.

Na Capital, a Defesa Civil intensificou o monitoramento. “Foi um volume extraordinário, que naturalmente causa transtornos para a nossa população. Outras cidades do Nordeste, como o Recife, também enfrentaram situação semelhante”, explicou o coordenador da Defesa Civil municipal, Noé Estrela.

Nesse trabalho, estão mobilizados mais de 120 profissionais da Defesa Civil e das secretarias municipais de Infraestrutura (Seinfra), Desenvolvimento Urbano (Sedurb), Desenvolvimento Social (Sedes), Meio Ambiente (Semam), além da Autarquia Especial Municipal de Limpeza Urbana (Emlur) e da Superintendência Executiva de Mobilidade Urbana (Semob). Em caso de emergência, Noé Estrela orienta que as pessoas acionem gratuitamente o telefone 0800-285-9020, que funciona 24 horas por dia.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.