Início Geral

Greve continua, mas fiscais monitoram para que 60% dos ?nibus circulem na Capital

A Secretaria Municipal de Proteção e Defesa do Consumidor (Procon-JP) realizou nesta quarta-feira (9) uma mesa de diálogo com representantes dos empresários e motoristas do transporte coletivo de João Pessoa. Durante o encontro, o Procon-JP reiterou que continuará fiscalizando terminais de integração e garagens de ônibus para garantir o cumprimento da liminar deferida pelo Tribunal Regional do Trabalho (TRT), que prevê que 60% da frota deve circular durante a paralisação.

Leia também:

* Greve dos rodoviários deixa paradas e ônibus super lotados em João Pessoa

* Plano de emergência para a greve mantém as 88 linhas de João Pessoa em operação

O secretário Helton Renê disse que as partes envolvidas mostraram boa vontade quanto ao cumprimento da legislação. “Todos entendemos os graves problemas gerados para o usuário do transporte coletivo, que é uma grande parcela da população. Temos o dever de buscar minimizar esses problemas para o cidadão, tutelando seus direitos através da legislação e dos instrumentos que dispomos. Fiscalizar para garantir que uma parte do transporte seja colocado na rua é nossa obrigação”.

Leia mais Notícias no Portal Correio

O Procon-JP já havia notificado todas as empresas de ônibus de João Pessoa e o Sindicato dos Motoristas no primeiro dia de greve, na última segunda-feira (7), para que uma parte da frota de ônibus fosse colocada em funcionamento. “Reconhecemos o direito de greve desses trabalhadores e somos solidários, mas temos a obrigação de assegurar que o consumidor não seja penalizado”, disse Helton Renê.

Estiveram presentes na reunião, além de Helton Renê e o adjunto, Ricardo Holanda, representantes da Associação das Empresas de Transportes Coletivos de João Pessoa (AETC), Mário de Almeida Tourinho, Artur Tinoco (advogado da AETC), e representantes do Sindicato dos Motoristas de Ônibus, Antônio de Pádua Diniz, Ronaldo Mendes da Silva, Givanildo Carneiro dos Santos, Alexandro Oliveira Romão e Antonio Toscano de Brito.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.