Grupo com 13 pessoas é detido suspeito de mortes e tráfico de drogas, na Paraíba

18
COMPARTILHE

Dez adultos foram presos e três adolescentes apreendidos na madrugada desta quarta-feira (15), suspeitos de crimes na região do Vale do Mamanguape, no Litoral Norte da Paraíba. Segundo a polícia, o bando teria praticado crimes contra a vida, contra o patrimônio e tráfico de entorpecentes.


Leia mais Notícias no Portal Correio

Segundo o delegado Walter Brandão, dentro do esquema organizacional dos grupos existiam chefes, gerentes, ‘soldados’ e ‘anões’, todos envolvidos em práticas criminosas. Um dos principais investigados seria responsável por manter a conta da mulher dele, que chega a ter R$ 100 mil depositados por mês.

Durante coletiva de imprensa na manhã desta quarta-feira, na Central de Polícia Civil, no bairro do Geisel, em João Pessoa, os gestores da segurança pública explicaram que ainda existem mandados de prisão para serem cumpridos em Penitenciárias de Campo Grande (MS), Caicó (RN), Catolé do Rocha (PB) e João Pessoa (PB).

Batizada de Shalom, a operação que envolveu as polícias Civil e Militar recebeu o nome de um verbete hebraico, que tem o significado de paz.

A Polícia Civil informou que as investigações sobre as ações do grupo começaram em janeiro deste ano e contabilizou que, em seis meses, a operação Shalom tirou de circulação 15 armas de fogo, sendo duas submetralhadoras e uma pistola 40, de uso exclusivo da Marinha.

No mesmo período, já foram presas em flagrante 33 pessoas e apreendidos três adolescentes, todos envolvidos em homicídios, roubos e tráfico de drogas. Ainda conforme a polícia, nas ações, também foram recolhidos cerca de 100 quilos de drogas, em abordagens distintas realizadas em conjunto com outras delegacias, e Polícia Militar

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas páginas no Facebook, no Twitter e veja nossos vídeos no Youtube. Você também pode enviar informações à Redação do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

 

 

Em respeito à Legislação Eleitoral, o Portal Correio não publicará os comentários dos leitores. O espaço para a interação com o público voltará a ser aberto logo que as eleições de 2018 se encerrem.

Notícias mais lidas