Início Futebol

História do Clássico Tradição tem polêmicas e momentos decisivos

Nas 404 partidas que disputaram entre si, foram registradas 161 vitórias do Treze e 131 vitórias do Botafogo
Foto: Divulgação/Botafogo-PB

Considerado o Clássico Tradição, envolvendo Treze x Botafogo-PB, essa disputa pode ser denominada também como “o jogo das polêmicas”. Aliás, este é um quesito que não falta nesta história nos encontros entre os dois alvinegros, depois de tantos momentos polêmicos, jogos do Campeonato Paraibano ou decisões de títulos. Agora, os dois times vivem a incerteza da partida pela Copa do Nordeste.

Nas 404 partidas que disputaram entre si, foram registradas 161 vitórias do Treze e 131 vitórias do Botafogo, com 113 empates. O Galo marcou 584 gols e o Botafogo marcou 497. Os dois times se enfrentaram três vezes pela Copa do Nordeste, com uma vitória para cada lado e um empate. Este será o primeiro jogo envolvendo Treze e Botafogo fora da Paraíba.

O próximo encontro entre Galo e Belo está marcado para esta quinta-feira (1º), no estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga-DF. Valendo pela sexta rodada da Copa do Nordeste, o jogo sofreu a terceira mudança.

Antes, a partida seria disputada no estádio Amigão, em Campina Grande, às 18h, no dia 28. Mas o departamento de competições da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), atendendo a emissoras que fazem as transmissões da competição, antecipou o jogo para às 16h, mantendo o local. Porém, devido ao decreto do Governo do Estado da Paraíba, que proíbe jogos até o próximo dia 4, a partida foi transferida para Brasília.

Estava tudo certo para que o jogo Treze x Botafogo-PB fosse disputado no estádio Bezerrão, nesta quinta-feira (1º), às 19h30, mas o local está recebendo a instalação de um hospital de campanha para atender vítimas da pandemia. Sendo assim, a CBF teve que mudar o encontro para o estádio Boca do Jacaré, em Taguatinga-DF, às 15h30.

Justiça do DF manda ‘fechar tudo’

No entanto, surgiu uma nova polêmica. A decisão da Juíza Kátia Balbino de Carvalho Ferreira, do Tribunal Regional Federal da 1ª Região (TRF-1), suspende a liberação de todas as atividades autorizadas pelo Governo do Distrito Federal na última segunda-feira (29). Dentre elas, estão as competições esportivas.

Agora, os dirigentes de Treze e Botafogo esperam uma posição da Confederação Brasileira de Futebol (CBF). Mas os treinadores e jogadores dos dois clubes estão seguindo a programação. Inclusive, as duas delegações seguiram para Brasília, de acordo com o roteiro de viagem programado pelo deparamento de competições da CBF.

Rivalidade

As polêmicas entre os dois times foram, muitas vezes, alimentadas pela rivalidade iniciada em 1939. No dia 20 de agosto daquele ano, o Treze venceu o Botafogo por 8 a 1, no campo do Cabo Branco, em Jaguaribe, em João Pessoa. A partir de então, os dois clubes se tornaram rivais. Ao longo desta história de 82 anos, muitas polêmicas têm marcado o Clássico Tradição.

Entre os levantantes mais tradicionais envolvendo Belo e Galo, está o de um jogo valendo pelo Campeonato Paraibano, na década de 2000. Estava tudo programado para o estádio Almeidão, em João Pessoa. Jogadores de Botafogo e Treze, com a arbitragem em campo. Mas o time do Treze se retirou do gramado, contestando a escalação do árbitro José Clizaldo para comandar a partida.

Em 2018, uma partida pelo Campeonato Paraibano estava programada para ser disputada no estádio Almeidão, em João Pessoa, em um domingo. A delegação do Treze se concentrou em João Pessoa. No entanto, no fim da tarde da sexta-feira, antes do jogo, a Federação Paraibana de Futebol (FPF) cancelou o encontro. O Botafogo-PB questionou o regulamento.

Desfalques

Os dois times estão com desfalques, para o jogo 405 do Clássico Tradição. O Galo não terá o meia Birungueta, punido com cartão vermelho. Para o lugar dele, deve ser escalado Anselmo. O Botafogo-PB não vai ter em campo o volante Juninho. O jogador foi vetado pelo departamento médico. O substituto de Juninho deverá ser Clayton.

Para começar a partida, o treinador Marcelinho Paraíba deve escalar o Treze com Jefferson, Paulinho, Marlon, Rômulo Costa e Emerson; Régis Potiguar, Darlan, Kleiton Domigues e Ansemo; Jairinho e Rogerinho. O time do Botafogo, comandado por Marcelo VIlar, deve ter como base Felipe, Rodrigo Ramos, Samuel, Joaquim, Tsunami; Rogério, Pablo, Marcos Aurélio, Clayton; Welton Felipe e Rafael Oliveira.

O árbitro é Denis da Silva Ribeiro Serafim (AL). Os alagoanos Esdras Mariano de Lima e Brigida Cirilo Ferreira são os assistentes. O árbitro reserva é Christiano Gayo Nascimento (DF). O analista de campo é Jamir Carlos Garcez (DF).

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.