Início Geral

Homenagens, ‘barqueata’ e orações marcam Dia de São Pedro na Grande JP; fotos

Aconteceu, nessa quinta-feira (29), em Cabedelo, a 95ª Procissão Naval em homenagem a São Pedro, santo padroeiro dos pescadores. O evento é realizado pela colônia de pescadores Z-2 Presidente Epitácio Pessoa, com apoio da prefeitura e da Capitania dos Portos. Comente no fim da matéria.

Leia mais Notícias no Portal Correio

A homenagem começou pela manhã, quando a imagem de São Pedro, que fica guardada na colônia dos pescadores, foi conduzida em carreata até a Paróquia Nossa Senhora do Brasil, localizada no bairro de Jacaré, onde ocorreu uma procissão pela Vila dos Pescadores.

Depois, os pescadores, junto com a imagem, embarcaram pela foz do Rio Paraíba em direção ao Terminal Pesqueiro de Cabedelo, onde centenas de fieis aguardavam ansiosamente. Ao final da barqueata, teve início a também tradicional procissão pelas principais ruas da cidade, reconduzindo a imagem do santo para o bairro Ponta de Matos, local onde fica a colônia. Em todo o trajeto, fogos de artifícios homenagearam o santo.

Na colônia, os fiéis fizeram orações e, logo em seguida, deram início a uma comemoração que durou a noite inteira, envolvendo os pescadores e seus familiares, e que teve a participação especial do trio pé de serra Raiz Nordestina.

Devoção

O discípulo e primeiro apóstolo Pedro é uma referência de força e perseverança para todos os cristãos. Ele é considerado o primeiro Papa da Igreja Católica. Na interpretação dessa religião, foi ao pescador Pedro que Jesus entregou as “chaves” da Igreja. E seu nome original não era Pedro (Petrus), mas Simão. A razão para Jesus ter mudado o nome do apóstolo, bem como seu significado na citação bíblica: “Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja”.

Para os pescadores, Pedro também simboliza o homem que conseguiu enfrentar a tempestade no mar, conforme relatado em outra passagem bíblica, que relata o dia em que, por força da fé, o apóstolo caminhou sobre as ondas.

“Todos respeitam São Pedro, por isso ele tem tantos devotos. Cabedelo tem essa identificação com o santo, porque ele é o protetor dos nossos pescadores. Só vou deixar de acompanhar essa procissão quando Jesus me levar”, contou a dona de casa Maria de Fátima, de 65 anos, moradora do bairro de Camalaú.

Já para o pescador Pedro Martins, nascido na véspera do dia do santo padroeiro, participar e respeitar as manifestações do dia, independentemente da religião, é uma questão de tradição. “Minha mãe me pôs o nome de Pedro e, apesar de eu não ser católico, respeito muito esse dia e acho tudo muito bonito. Sempre eu acompanhei, porque temos que homenagear o dia dele e rogar a Deus pela saúde e pelo trabalho de todos nós pescadores, que vivemos correndo perigo no meio do mar”, disse.

Leia mais notícias em portalcorreio.com.br, siga nossas
páginas no Facebook, no Twitter e no Instagram e veja nossos vídeos no
Youtube. Você também
pode enviar informações à Redação
do Portal Correio pelo WhatsApp (83) 9 9130-5078.

Palavras Chave

Portal Correio

Comentários

Deixe seu comentário

Seu endereço de email não será revelado.

publicidade
© Copyright 2021. Portal Correio. Todos os direitos reservados.